Petrobras Biocombustível comemora aniversário e produção acumulada de 242 milhões de litros de biodiesel

Com dois anos de existência, produtora de biocombustíveis prevê capacidade de fornecimento triplicada até o final de 2010, quando serão concluídas as obras nas usinas de Candeias (BA) e de Guamaré (RN)

MAN vai testar biodiesel americano
Petrobras investirá R$ 8,26 bi em abastecimento em 2012
CNT e Sest Senat lançam manual para melhor uso do diesel

A Petrobras Biocombustível comemora dois anos de existência nesta quinta-feira (15/7). Atualmente, a produtora atingiu o acúmulo de 242 milhões de litros de biodiesel, fruto das atividades das três usinas em Candeias (BA), Quixadá (CE) e Montes Claros (MG), além da unidade de Marialva (PR), na qual tem participação.

No final de 2010, quando concluída a duplicação de Candeias e a adaptação da usina de Guamaré (RN), a companhia terá a capacidade de produção quase triplicada, passando de 171 milhões para 507 milhões de litros por ano. Também foi iniciada uma série de projetos no Pará, que visam à produção do biodiesel a partir da palma, voltado para atender à região Norte do País e países da Europa.

“Passamos de três usinas, na criação da empresa, para 14 unidades de biodiesel e etanol, contando as participações. E começamos a internacionalizar nossas ações com usinas em Portugal e Moçambique. Conforme definido no Plano de Negócios, vamos continuar a ampliar nossa presença no mercado brasileiro e no exterior, respondendo às demandas do século XXI por fontes renováveis de energia”, diz o presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto. Atualmente, a empresa também vem constituindo redes de pesquisa e investe em tecnologia para aumentar a produção e a produtividade das oleaginosas.

Etanol

No primeiro semestre deste ano, a companhia produziu o primeiro etanol Petrobras a partir da usina de Bambuí (MG). Foram firmadas parcerias com empresas do setor sucroalcooleiro, como a Guarani, em São Paulo, o Grupo São Martinho, em Goiás, e a Total Agroindústria Canavieira, em Minas Gerais. Hoje, a Petrobras Biocombustível tem capacidade de moagem superior a 24 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano, podendo produzir mais de 900 milhões de litros de etanol todos os anos.

Por: Victor José – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS