Petrobras e Governo do RN assinam acordo para produção de biodiesel

Usina experimental potiguar vai receber investimentos para produzir 20 milhões de litros do combustível em 2013

Maior mistura voluntária de biodiesel no diesel será permitida em 2016
Boeing e Embraer inauguram centro de pesquisa em biocombustíveis para aviação
Governo sanciona lei que amplia quantidade de biodiesel no diesel para 6%

A divisão de biocombustível da Petrobras e o Governo do Estado do Rio Grande do Norte assinaram um protocolo de intenções para adaptação da usina experimental de biodiesel, localizada no município de Guamaré, a 150 quilômetros da capital potiguar, Natal, para a produção em escala comercial do combustível.

De acordo com a estatal, a unidade atingirá no primeiro semestre de 2013, capacidade para produzir 20 milhões de litros de biodiesel e vai receber investimentos da ordem de R$ 5,1 milhões.

Localizada no Polo Industrial de Guamaré, a unidade experimental sedia desde 2004 o desenvolvimento de tecnologias próprias para produção de biodiesel. Nela, as equipes do Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes) testam diferentes processos e matérias-primas, como palma (dendê), mamona e girassol, com foco em inovações tecnológicas e para a melhoria dos processos e produtos.

Após as obras de adaptação, a unidade poderá responder por quase toda a demanda do Estado do Rio Grande do Norte, que chega a 22 milhões de litros por ano. “Enquanto o Cenpes segue com os projetos de pesquisa e de inovações tecnológicas que tanto contribuem para o aprimoramento do parque industrial da Petrobras Biocombustível, produziremos na mesma planta grande parte do biodiesel necessário para atender o estado”, afirma o diretor de Biodiesel da Petrobras Biocombustível, Alberto Fontes.

O acordo contempla ainda o incremento da participação de agricultores familiares na cadeia do biodiesel, com geração de até 2.430 postos de trabalhos rurais.

COMMENTS