EcoRodovias fica com concessão da Ayrton Senna/Carvalho Pinto

Artesp publicou no Diário Oficial desta quarta-feira que a Primav EcoRodovias é a vencedora da concorrência, ocorrida em outubro do ano passado, para administrar o sistema Ayrton Senna/Carvalho Pinto

GM pode retornar ao mercado de caminhões no Brasil
Guerra lança novo Rodotrem Canavieiro
Mercedes faz parceria com SEST/SENAT para valorizar a capacitação de motoristas

O complexo de Rodovias Ayrton Senna/Carvalho Pinto, no Estado de São Paulo, ficará sob a concessão da EcoRodovias, de acordo com nota oficial divulgada hoje pela Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo.

Segundo reportagem da Agência Estado, a Artesp declarou a Primav EcoRodovias vencedora da concorrência. A decisão, publicada hoje no Diário Oficial, elimina as intenções da Triunfo Participações e Investimentos (TPI) de assumir o corredor rodoviário.

Com a Primav EcoRodovias, o custo para ir e voltar no corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto será de R$ 15,80, o correspondente a um deságio de 45,42% sobre o teto de R$ 0,107910 por quilômetro estipulado pelo governo estadual. Se a vitória fosse concedida à TPI, o deságio seria de 55%, levando o pedágio a R$ 13.

Segundo a Artesp, em aproximadamente três dias será publicada, no Diário Oficial, a homologação da Primav EcoRodovias como vencedora da licitação, bem como uma convocação para que a empresa assine o contrato com o governo do Estado de São Paulo em até 30 dias. A partir da assinatura do contrato, a concessionária pode assumir a administração do trecho à zero hora do dia seguinte.

Pelas regras do edital, 48 horas antes da assinatura do contrato a vencedora precisa depositar 20%, ou R$ 118,8 milhões, do valor total da outorga (R$ 594 milhões). O saldo remanescente pode ser pago em 18 parcelas mensais.

Leia mais notícias sobre concessões rodoviárias:

Ecorodovias fecha apólice de R$ 350 milhões com Itaú

Governo quer cobrar pedágio em 3 rodovias federais de MS

BR Vias assume trecho da Marechal Rondon

Concessão de rodovia deve triplicar e atrair investidores

Pedágio no sistema Ayrton Senna-Carvalho Pinto cai para menos da metade

COMMENTS