Petrobras Biocombustível assina contratos que beneficiarão 31 mil agricultores familiares do Ceará e do Piauí

Duzentos e vinte cinco técnicos foram capacitados para orientar agricultores familiares no plantio de mamona e girassol

ICMS paulista desconsidera desconto na venda de carros
MP 449 permite redução de multa, mas impõe exceções
Embraer prevê queda nas vendas de aviões em 2009, mas nega demissões

A Petrobras Biocombustível celebrou nesta semana a assinatura de seis contratos de assistência técnica agrícola que atenderão 31.450 agricultores familiares do Ceará e do Piauí. O ato se deu durante o 1º Seminário de Assistência Técnica, promovido pela empresa, em Fortaleza, para 225 técnicos das entidades parceiras que atuarão no campo, orientando os agricultores familiares. O evento teve a presença do presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, do secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará, Camilo Sobreira de Santana e do prefeito de Quixadá (CE), Rômulo Carneiro.

A assinatura envolveu seis entidades: Instituto Agropólos do Ceará, Cooperativa Cearense de Prestação de Serviços e Assistência Técnica Ltda. (Cocepat), Cooperativa de Prestação de Serviços e Assistência Técnica Ltda. (Copasat), Cooperativa de Trabalho das Áreas de Reforma Agrária do Ceará (Cooptrace), Cooperativa dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Ceará (Uniagro), e Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Piauí (Emater-PI).

Capacitação – Os profissionais conheceram a estratégia da Petrobras Biocombustível para a agricultura familiar. Foram transmitidas informações para que os técnicos possam atender aos agricultores familiares com qualidade, contribuindo para o aumento da produção de oleaginosas, como mamona e girassol, que serão adquiridas pela Petrobras Biocombustível para a produção de biodiesel na Usina de Quixadá, no Ceará.

A assistência técnica faz parte das ações da Petrobras Biocombustível para estimular e qualificar o arranjo produtivo, contribuindo para a inclusão social de milhares de agricultores familiares. O projeto contemplou ainda o fornecimento de 68 toneladas de sementes de mamona e 20 toneladas de girassol no Ceará, além de oito toneladas de mamona no Piauí para a safra 2008/2009.

Também fazem parte do programa o recolhimento e transporte da safra, o apoio à organização dos pequenos agricultores em cooperativas e a garantia de compra da produção com preços previamente negociados com as entidades representativas e contratos com duração de cinco anos. A compra dos grãos é feita com base no preço de mercado, havendo ainda a garantia de um preço básico, estipulado com base no Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) acrescido do percentual de 10%.

Leia mais notícias sobre biodiesel:

Lobão anuncia que diesel terá adição de 4% de biocombustível a partir de julho

Mudança na diretoria da Petrobras Biocombustível

Petrobras inaugura hoje usina de biodiesel de R$ 95 milhões

Comissão aprova desoneração de biodiesel para consumo próprio

Leilão de biodiesel ofertará 315 mi de litros

COMMENTS