Vendas de veículos crescem em janeiro com a redução do IPI

A Volkswagen fechou o mês na liderança e ficou com 21,96% de participação

MP 449 permite redução de multa, mas impõe exceções
Dragagem da hidrovia do Mercosul começa no segundo semestre
Tarifas de pedágio em rodovia federal no Rio não serão cobradas de moradores

Depois da forte queda nas vendas no final de 2008, por causa da escassez de crédito no mercado financeiro, as vendas de veículos voltam a reagir no País impulsionadas pela redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que estará em vigor até março.

Segundo números do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) em janeiro foram emplacados no País 197.476 veículos (o que inclui automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus), volume 1,51% acima de dezembro de 2008, que vendeu 194.520 veículos.

A Volkswagen fechou o mês na liderança, com 21,96% do mercado e 43.370 veículos vendidos, 54 unidades a mais que a Fiat que ficou em segundo lugar em janeiro com 21,93% e 43.316 unidades vendidas no País. A GM foi a terceira colocada com 38.157 unidades (19,32%) e a Ford a quarta, com 23.775 unidades (12,04%). A Honda superou a Renault (8.798 unidades) é ficou em quinto , com 9.346 unidades.

Ao contrário das demais montadoras, a Volkswagen que implantou um grande programa de reestruturação no País, segue um caminho inverso no País e contrata ao invés de demitir. “Diante do atual cenário é fundamental ter mecanismos de flexibilidade para adequação da jornada de trabalho e dos volumes de produção que assegurem condições de rápida reação às demandas de mercado”, disse Nilton Junior, gerente executivo de Relações Trabalhistas da Volkswagen do Brasil.

Foi essa a fórmula encontrada entre a direção da Volks e o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté para garantirem empregos e salários. O acordo firmado em meados do mês passado, possibilitou a montadora efetivar 450empregados,  renovar o contrato de outros 200 de um total de 800 contratados por prazo determinado.

Deste montante, apenas 150 tiveram seus contratos encerrados  entro do prazo inicialmente estipulado. A fábrica de Taubaté tem 5,8 mil empregados e produz os modelos Gol e Voyage.

COMMENTS