Brado Logística espera crescer 60% com operações no corredor Mato Grosso-Santos

Brado Logística espera crescer 60% com operações no corredor Mato Grosso-Santos

Trajeto, que atenderá também o Terminal Intermodal Rodoferroviário de Araraquara, já recebeu 45 dos 145 vagões comprados pela companhia

Empresa investirá R$ 5 milhões em construção de hotel de container em São Paulo
Polo Industrial de Manaus (AM) adquire guindastes de alta performance para movimentação de cargas
Maior navio porta-contêineres a atracar na América do Sul é recebido pelo Porto de Paranaguá (PR)

 

A Brado Logística já colocou em operação 45 dos 145 vagões recentemente comprados pela companhia. Os outros 100 entrarão em atividade até o fim do ano. A expectativa é que sejam movimentados 2 mil contêineres por mês no corredor Mato Grosso-Santos, que atende os terminais de Alto Taquari, Campinas e Santos. As principais mercadorias transportadas são cargas refrigeradas, açúcar refinado, embalagens e cargas de cabotagem.

O trajeto atenderá também o novo Terminal Intermodal Rodoferroviário de Araraquara, no interior de São Paulo. A inauguração está prevista para o fim de novembro. Nele, os novos vagões vão funcionar com o carregamento de cargas gerais em dois contêineres de 40’ e, especificamente, com açúcar ensacado em três contêineres de 20’.

“Com a aquisição dos vagões Spine Car 80’, o início das operações no Terminal de Araraquara e o aumento no transporte de cargas refrigeradas e gerais, a Brado Logística estima crescer 60% no volume acumulado de 2012 em comparação a 2011”, comenta Bruno Lino, diretor de negócios intermodais da empresa.

O novo terminal de Araraquara atenderá, além da cidade onde está instalado, os municípios de São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Barretos e a região sul de Minas Gerais, com operações de cargas de açúcar, carne, papel e cítricos. Elas que serão escoadas para o Porto de Santos e destinadas, principalmente, para exportação. Atualmente, as obras estão com 70% da construção já concluída.

No total, o terminal recebeu investimento de R$ 10 milhões e conta com área de 242 mil metros quadrados. Inicialmente, tem capacidade para operar 2 mil contêineres por mês, mas já a previsão de expansão prevê a movimentação de 4 mil contêineres. No futuro, estima-se que esse número chegue a 5 mil.

COMMENTS