Governo assinará plano de intenção para criação do ferroanel esta semana

O plano de intenções para a implantação de um ferroanel na capital paulista facilitará o acesso de mercadorias ao Porto de Santos

Rio de Janeiro vai retirar das ruas veículos com excesso de barulho e fumaça
Campanha sobre riscos de acidentes com moto ocorre em 23 estados
Obama vence eleições nos Estados Unidos e diz que “mudança chegou”

No modal ferroviário, dois grandes negócios devem começar a serem desenhados com mais firmeza nas próximas semanas, sendo a assinatura ainda esta semana de um plano de intenções para a implantação de um ferroanel na capital paulista, facilitando o acesso de mercadorias ao Porto de Santos (SP), e o outro o do Trem de Alta Velocidade (TAV), que deve ter seu edital publicado até o fim do mês. No caso do ferroanel, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) já teria liberado recursos para financiar esse projeto, segundo o superintendente de Serviços de Transporte de Cargas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Noboru Ofugi.

Na última sexta-feira (19), em evento com empresários foi realizado na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Ofugi afirmou que deve assinar esse plano de intenção junto ao governo do estado de São Paulo, para analisar a obra. O estudo será atualizado e definirá custos e previsão de quando a ferrovia ficará pronta. O levantamento está previsto para terminar em abril de 2011.

Na mesma data, o secretário executivo do Ministério dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, declarou que o governo irá dobrar a meta de expansão da malha ferroviária brasileira. O plano é construir dez mil quilômetros de ferrovias até 2020, com o objetivo de reduzir custos de transporte e aumentar a competitividade dos produtos do país. Serão cinco mil quilômetros a mais do que no projeto inicial, que prevê investimentos de R$ 18 bilhões.

O objetivo do Plano Nacional de Logística e Infraestrutura, formulado pelos ministérios dos transportes e defesa, é elevar a participação das ferrovias na movimentação de carga no país de 25 por cento para 32 por cento até 2025. Mais da metade do transporte de carga no Brasil passa por rodovias, cujo frete custa, em média, quatro vezes mais que ferroviário.

Portos

Na logística portuária, a movimentação de cargas no Porto de Santos atingiu 6 milhões de toneladas em janeiro, superando em 21,2% o volume operado no mesmo período do ano passado (5,0 milhões t). Permanecendo essa tendência, a expectativa é chegar ao fim de 2010 próximo a 88,0 milhões de toneladas. As exportações somaram 3,8 milhões de toneladas, ficando 15,0% acima dos embarques efetuados em janeiro de 2009.

A assinatura para o início do plano de intenções que visa a implantação de um ferroanel que ligará a capital paulista ao Porto de Santos sai esta semana, ao passo que o porto registrou recorde de movimentação.

Link para a matéria original

COMMENTS