Union pode levar terminal no Porto de Santos

Essa é primeira licitação que estabelece remuneração para a unidade portuária. Nesse caso, o valor estimado para a "oportunidade de negócio", ficou próximo a R$ 105 milhões

Stephanes diz que haverá apoio para escoamento da produção de milho do Centro-Oeste
Volvo registra prejuízo de US$ 165 milhões
Projetos para portos devem atrair US$ 20 bi em investimentos privados, diz ministro

A Union Armazenagem e Operações Portuárias está à frente para levar o Terminal de Exportação de Veículos (TEV), no Porto de Santos. Lançada em março passado pela Secretaria Especial dos Portos (SEP).Essa é primeira licitação que estabelece remuneração para a unidade portuária. Nesse caso, o valor estimado para a “oportunidade de negócio”, ficou próximo a R$ 105 milhões. A Union ficou à frente, com proposta de R$ 114 milhões.

O novo modelo de edital possibilitou a abertura imediata dos envelopes pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), que prevê que processo seja finalizado em 30 dias. Apesar de 47 empresas terem apresentado interesse, apenas duas fizeram propostas. Fontes ligadas ao setor, revelaram que a Union é ligada ao grupo Santos Brasil, especializado na armazenagem e movimentação de contêineres. A outra proposta, da CargoLog Operadora de Transportes Multimodais, estaria ligada à Libra Terminais, hoje principal concorrente do grupo no mercado.

O segmento agora vai esperar para ver se a concorrente pedirá vistas do processo, já que a habilitação da primeira colocada depende de avaliação jurídica, de regularidade fiscal e qualificação financeira, para que seja declarada vencedora. O TEV deve movimentar 180 mil veículos em dois anos. Em cinco, a quantia sobe para 300 mil unidades. (Fabíola Binas – DCI)

Link para  a matéria

Leia outras notícias sobre portos:

Cargas especiais: Planejamento garante sucesso de entregas de peso

Movimentação de contêineres cai 27% nos portos brasileiros antes

Santos Brasil não se abate com a crise e mantém os investimentos antes

COMMENTS