Táxis adaptados para pessoas com cadeira de roda começam a circular em São Paulo

O custo do carro mais a adaptação é de R$90 mil, totalmente bancado pelo taxista. Além do motorista e da pessoa com cadeira de roda, o veículo tem capacidade para um acompanhante

Log-In assina contrato exclusivo com Monsanto
Brasil pode passar de importador a exportador de petróleo com pré-sal, avalia Dilma
Vendas de combustíveis crescem 8,4% em 2008, segundo Fecombustíveis

Cerca de 20 taxistas começaram a circular esta semana pelas ruas de São Paulo com o carro adaptado para transportar passageiros que usam cadeira de roda. Foram concedidos pela Prefeitura do município 80 alvarás, e o restante da frota deve estar nas ruas até o final do mês.

O custo do carro mais a adaptação é de R$90 mil, totalmente bancado pelo taxista. Além do motorista e da pessoa com cadeira de roda, o veículo tem capacidade para um acompanhante. As normas técnicas para a modificação no carro estão previstas no Manual dos Requisitos Básicos para Táxi Acessível que foi elaborado pela Área de Desenvolvimento Tecnológico da Secretaria de Transportes (Sptrans).

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Pessoas com Deficiência, há outros 80 motoristas na fila de espera para conseguir a autorização. Dependendo da demanda, outros documentos serão liberados.

O alvará não tem prazo para expirar, mas todos os anos os motoristas precisam fazer uma vistoria estabelecida pela Secretaria de Transportes para checar se o veículo continua de acordo com as normas estabelecidas e, assim, continuar com o documento.

As tarifas das corridas cobradas pelos táxis acessíveis têm o mesmo valor dos demais – bandeirada R$ 3,50, quilômetro rodado R$ 2,10 e hora parada R$ 28 – acrescido de R$3,50 por ser rádio-táxi.

São Paulo não é a primeira cidade a ganhar táxis acessíveis. O Rio de Janeiro já possui um modelo semelhante.

Link para a matéria

COMMENTS