Empresas terão crédito para renovar frota

O ministro afirmou ainda que os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de março vão mostrar uma melhora no mercado de trabalho em relação a fevereiro

Porto do Pecém bate novo recorde de movimentação de contêineres
Rio aumenta fiscalização nas rodovias federais no estado para combater sonegação
Associação Comercial do Rio discute implantação do trem-bala

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, adiantou ontem que será lançada na próxima quinta-feira (16) uma linha de crédito para empresas no valor de R$ 4 bilhões para investimentos em saneamento e renovação da frota de caminhões, ônibus e veículos. Segundo o ministro, os recursos já foram aprovados pelo Conselho Curador do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e terão juros reduzidos em relação ao cobrado pelo mercado.

O ministro afirmou ainda que os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de março vão mostrar uma melhora no mercado de trabalho em relação a fevereiro. “Em fevereiro já tivemos mais contratações que demissões e o mês de março está sendo melhor que fevereiro”, disse a jornalistas após evento com lojistas no Rio de Janeiro.

“O Brasil vai ser o primeiro país a sair da crise gerando emprego. Desde novembro, será a primeira vez que as três principais unidades da Federação, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais terão resultados positivos ao mesmo tempo”, acrescentou, lembrando que os três Estados representam mais de 65% do mercado de trabalho brasileiro.

Os dados oficiais do Caged devem ser divulgados na próxima quarta-feira. Em fevereiro, foram gerados 9.179 postos de trabalho formais no país. Foi o pior resultado para meses de fevereiro em 10 anos, mas ainda assim representou uma recuperação frente aos meses anteriores.

“O Brasil tem vários setores que estão reagindo muito bem, como o setor automobilístico que vendeu mais nesses primeiros três meses que no ano passado, a construção civil e o comércio voltaram a se aquecer”, afirmou.

COMMENTS