VLI investe R$ 200 milhões em 168 novos vagões e três locomotivas

VLI investe R$ 200 milhões em 168 novos vagões e três locomotivas

Veículos serão utilizados nas operações da Ferrovia Norte-Sul e vagões são do modelo Hopper HTT, fabricados pela Greenbrier Maxion

Azul Linhas Aéreas transforma aeronaves de sua frota em cargueiros
Empresa mineira compra 23 novos caminhões Volkswagen
Scania prevê uma jornada intensa para 2022

A VLI acaba de concluir os pedidos de compra de 168 novos vagões do tipo Hopper HTT e de três locomotivas para suas operações na Ferrovia Norte-Sul. De acordo com a empresa, os novos veículos serão utilizados no transporte de produtos do agronegócio brasileiro, que são exportados pelo sistema portuário de São Luís, no Maranhão.

O valor total do negócio é de R$ 200 milhões e os novos vagões serão fabricados pela Greenbrier Maxion, em Hortolândia, no interior de São Paulo. As locomotivas são do modelo ES43BBi fabricadas pela Wabtec em Contagem, Minas Gerais. Elas têm propulsão diesel-elétrica e contam com motor EVO 3.3 MW de 12 cilindros que geram uma potência de 4500 cavalos, com propulsão elétrica AC auxiliar de tração.

A VLI informou que os conjuntos devem ser entregues até dezembro do ano que vem. “A VLI é uma companhia que se orgulha de ser desenvolvimentista, o que nos permite contribuir com o crescimento das exportações do país e, ao mesmo tempo, fortalecer uma vasta cadeia de suprimentos, como a indústria ferroviária e metalmecânica, de uma forma geral. A aquisição deste novo lote de materiais rodantes atende à demanda do agronegócio brasileiro e à geração de capacidade para o transporte de outros insumos que movimentamos no tramo Norte da Ferrovia Norte-Sul, como celulose, combustíveis e fertilizantes”, afirma Fábio Marchiori, diretor de Finanças, Supply Chain e Serviços da VLI.

Os vagões Hopper HTT, desenvolvidos e produzidos pela Greenbrier Maxion, possuem três principais diferenciais: redução do comprimento sem perda de volume, diminuição da tara (peso) e aumento da vida útil. Com todas essas otimizações, há um incremento na capacidade de carga por trem. Outro destaque é o sistema descarga rápida e o revestimento interno com pintura especial, que não retém a carga no interior do vagão. Além disso, as unidades novas possuem o sistema do truque Motion Control, de alto desempenho e com redução do desgaste de componentes, gerando menor consumo de combustível e mais segurança.

Em abril deste ano, a companhia anunciou a aquisição de 78 vagões para operação no mesmo trecho, em virtude da inauguração oficial de um fluxo de retorno de fertilizantes em parceria com a Companhia Operadora Portuária do Itaqui (COPI). Esta operação é resultado de investimentos de cerca de R$ 400 milhões e liga o terminal da COPI no Maranhão ao Terminal Integrador de Palmeirante, da VLI, no Tocantins.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS