Rumo Logística recebe aporte de 1 bilhão de reais para expansão e espera outros 10 bilhões de reais

ANTT inicia estudos para redução de velocidade máxima de linha férrea em Cubatão (SP)
Transnordestina vai escoar produção de celulose da Suzano
ALL inicia movimentação de contêineres refrigerados do Mato Grosso para Santos

rumo-logistica-rfid1

O comitê de investimento do FI-FGTS aprovou nesta quarta-feira um aporte de R$ 1 bilhão na Rumo Logística, controlada pela Cosan Logística. O órgão é formado por representantes do governo, dos trabalhadores e dos patrões. Eles decidem os investimentos que são feitos em infraestrutura com parte do dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que forma o bilionário fundo de investimento, administrado pela Caixa.

+ Companhia Siderúrgica do Pecém firma contrato com empresas cearenses e deve movimentar economia local

A operação de financiamento da Rumo será feito por meio de emissão de debêntures (dívida privada de longo prazo) que podem ser convertidas em ações. De acordo com o projeto, os recursos do FI-FGTS serão usados para compor um plano de recuperação das ferrovias e para a renovação e aquisição de locomotivas e vagões.

Na primeira fase, os investimentos chegarão a R$ 2,8 bilhões. Na etapa seguinte, estima-se R$ 8,6 bilhões para a construção e expansão de pátios, duplicação de trechos, aquisição de outras locomotivas e vagões e ampliação dos acesos aos terminais portuários de Santos, Paranaguá, São Francisco do Sul e Rio Grande, entre outros. O primeiro sinal verde para o aporte foi dado pelo comitê de investimento do FI-FGTS em outubro do ano passado.

+ Randon fabrica em São Paulo novas carrocerias basculantes da linha leve

A Cosan Logística controla mais do que um quarto do capital da Rumo, líder mundial em logística de açúcar destinado a exportação. No ano passado, a companhia se fundiu com a América Latina Logística (ALL), maior empresa de logística independente da América Latina.

A Rumo ALL se tornou a maior operadora de ferrovias do País com atuação nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A companhia conta com 12,9 mil quilômetros de malha ferroviária sob o regime de concessão, 19 milhões de toneladas de capacidade de elevação no porto de Santos, 966 locomotivas, 28 mil vagões e 11,8 mil empregados diretos e indiretos.

+ Saiba tudo do mundo do transporte e da logística. Curta nossa página no Facebook!

 

COMMENTS