Câmara analisa projeto que torna facultativo seguro obrigatório de danos pessoais para veículos

Pelo Projeto de Lei, cobertura passará a se chamar Seguro Facultativo de Danos Pessoais

Proposta da Câmara volta a modificar a Lei Seca
Comissão da Câmara aprova crédito de R$ 269 milhões em obras rodoviárias e ferroviárias
Câmara analisa regras para sinalização do trânsito durante realização de obras

dpvat

A Câmara dos Deputados está analisando um Projeto de Lei que torna facultativo o atual Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por veículos automotores, o DPVAT, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não. A proposta está pronta para ser votada no Plenário.

O seguro é previsto na Lei 6.194/74. Pela proposta, ele passará a se chamar Seguro Facultativo de Danos Pessoais.

A proposta 7097/14, é de autoria do deputado Simão Sessim (PP-RJ). “É direito de todo cidadão ter respeitada sua vontade de querer ou não contratar qualquer espécie de seguro, não podendo nem o Estado nem a iniciativa privada impor-lhe tal obrigação”, diz Sessim.

Atualmente, deixar de pagar o seguro obrigatório deixa o proprietário em situação irregular com a documentação oficial do veículo.

Pelo texto, na emissão ou renovação do documento oficial de licenciamento anual, o cidadão deverá poder optar pela contratação ou renovação, ou não, do seguro. A informação passará a constar no documento de licenciamento.

As outras regras disciplinadoras previstas na lei atual serão conservadas no que forem combinantes, sendo abolidas todas as disposições que contrastem com a nova natureza não obrigatória do seguro.

De acordo com a proposta, os departamentos de trânsito dos estados e do Distrito Federal deverão se adequar à norma no prazo de seis meses.

Com informações da Agência Câmara

COMMENTS