Comissão da Câmara estuda redução de tarifa de pedágio para caminhões

Comissão da Câmara estuda redução de tarifa de pedágio para caminhões

Proposta do deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), determina que os caminhões passem a pagar pedágio apenas pelo cavalo, excluindo do custo da tarifa o implemento

Bloquear vias públicas indevidamente será passível de detenção
Câmara analisa projeto que exige faixa exclusiva para motos em vias de alto fluxo
Comissão aprova projeto que dispensa uso de placa dianteira para reboques e semirreboques

MG-050-rodovia

A Comissão da Câmara que discute alterações na lei que estabeleceu limites às jornadas dos caminhoneiros quer alterar o modelo de cobrança de pedágio no Brasil. Um dos artigos propostos pelo relator da comissão, deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), determina que os caminhões passem a pagar pedágio apenas pelo cavalo, excluindo do custo da tarifa o implemento.

Hoje, os veículos pesados representam 25% do total de pagantes de pedágio, mas respondem por até 80% da arrecadação de algumas rodovias.

Atualmente, motoristas de caminhão pagam pedágios até 12 vezes mais caros que os condutores de automóveis. Com a mudança, o caminhoneiro passaria a pagar apenas uma vez mais.

Por outro lado, alguns parlamentares são contra a proposta alegando que se a lei passar, as praças de pedágio cobrarão muito mais caro pela tarifa básica e todo o sistema de concessão terá que ser revisado.

Segundo Colatto, a mudança relativa ao pedágio é uma maneira de baratear os custos abusivos de frete praticados no Brasil.

Com informações da Folha de S. Paulo

COMMENTS