Sexta etapa do trecho leste do Rodoanel em SP recebe liberação ambiental

Trecho ligará o trevo da Rodovia Henrique Eróles (SP-066) ao trevo da Rodovia Ayrton Senna (SP-070). Obras vão ocorrer entre agosto de 2012 e dezembro de 2013

Motoristas podem verificar nível de poluentes dos veículos na saída para o feriado na Via Dutra
Petrobras e MAN firmam acordo para desenvolver combustíveis mais limpos
Cummins lança motor de 4.000 cv para o modal marítimo

A concessionária SPMar, responsável pela construção do trecho leste do Rodoanel Mário Covas em São Paulo, recebeu a aprovação da Licença Ambiental de instalação de mais 3,5 quilômetros do trajeto. A licença, solicitada em dezembro de 2011, foi expedida pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) e publicada no diário oficial.

As obras deste lote, localizadas nos municípios de Poá e Itaquaquecetuba, acontecerão entre agosto de 2012 e dezembro de 2013 e ligará o trevo da Rodovia Henrique Eróles (SP-066) ao trevo da Rodovia Ayrton Senna (SP-070). Toda esta etapa será formada por pistas elevadas construídas com a tecnologia Cantitravel, com objetivo de minimizar o impacto ambiental nas várzeas do Rio Tietê e Guaió.

A Tecnologia Cantitravel é um procedimento em que as estacas de concreto que servem de sustentação ao viaduto são cravadas direto na várzea dos rios de forma aérea, evitando grandes movimentações de terra e restringindo o contato das equipes de trabalho com as áreas de preservação. Pelo sistema convencional, seriam necessárias dragagem, escavações ou aterros para a execução dos blocos de fundação e trânsito de equipes e materiais de trabalho, para apenas depois, haver a colocação dos pilares e a superestrutura.

Nas obras deste trecho, a previsão é que a empresa gere aproximadamente 100 empregos diretos com contratação de mão de obra local.

COMMENTS