Governo de São Paulo anuncia pacote viário para Santos

Estado vai investir R$ 328,7 milhões na construção de um viaduto de 900 metros de extensão na Via Anchieta, ampliação da SP-55 e outros projetos para melhorar o acesso ao porto de Santos e aos municípios da Baixada. Também foi assinado o projeto executivo para construção do túnel Santos-Guarujá

Concessionárias de ferrovias anunciam projeto visando reduzir gargalos na Baixada Santista (SP)
SP inicia programa de renovação de frota para caminhoneiros do Porto de Santos
Laguna fará distribuição dos pneus de carga da Bridgestone na Baixada Santista (SP)

O Governo do Estado de São Paulo anunciou investimentos que serão executados pelo Programa de Concessões Rodoviárias com objetivo de minimizar os congestionamentos no acesso aos municípios da Baixada Santista e ao Porto de Santos. Dentre as obras anunciadas está a ampliação da interseção das rodovias Cônego Domenico Rangoni (SP 55) e Anchieta (SP 160) e a construção de faixa adicional na Cônego. Ao todo serão investidos R$ 328,7 milhões.

Segundo o governador Geraldo Alckmin, as duas obras devem começar em outubro deste ano, após a conclusão dos processos de licenciamento ambiental. As intervenções têm duração prevista para 24 meses. “São obras gigantescas. Vamos fazer uma rodovia nova saindo da ala do trevo. Uma grande obra estrutural para a logística da região”.

Outra obra anunciada é a construção de um novo viaduto com quatro a cinco faixas de rolamento e 900 metros de extensão, para aumentar a fluidez do tráfego e melhorar o acesso ao Porto de Santos. Além disso, será implantada uma faixa operacional, reversível para o tráfego sempre que necessário entre o km 270 e o km 274 da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega (SP 55).

De acordo com o governador, com a ampliação da capacidade viária, a previsão é de que sejam eliminados os congestionamentos, por onde passam diariamente 100 mil veículos. Para essa obra os investimentos somam R$ 175,5 milhões, que deverão gerar 400 empregos diretos e mil indiretos.

O projeto também prevê a implantação de faixas adicionais no trecho do entroncamento com a Anchieta (km 270) até o Polo Industrial de Cubatão (Km 262), para ampliar a capacidade da via, otimizando as viagens entre os terminais de carga do Porto de Santos e as indústrias e centros logísticos localizados ao longo do corredor.

O trecho recebe diariamente 50 mil veículos. Ao todo serão 16 km de 3ª faixa (oito por sentido) com investimento de R$ 153,2 milhões. Durante as obras serão gerados 200 empregos diretos e 600 indiretos. O projeto contempla, ainda, ciclovia e novas travessias para pedestres.  A obras serão executadas pela Concessionária Ecovias sob fiscalização e gerenciamento da Artesp.

O governador também afirmou que só está aguardando o licenciamento ambiental da Cetesb para iniciar as obras dos três viadutos de São Vicente que vão eliminar os semáforos da Imigrantes que cortam a cidade.

COMMENTS