Santos Brasil automatiza centros logísticos industriais aduaneiros

Novo sistema conta com agendamento da entrada dos caminhões via web e reconhecimento biométrico dos condutores dos veículos

Dematic cria estrutura para apresentar seus produtos
Cascadia estreia automação nível 2
Automação dos 22 gates do TECONDI no Porto de Santos começa esta semana

A Santos Brasil implantou em seus Centros Industriais Aduaneiros (CLIAs), no Guarujá e na Alemoa (Santos), um sistema de controle de armazenagem e de relacionamento com os clientes.
Os CLIAs têm como função essencial a liberação de mercadorias em vias de exportação e a internalização de mercadorias importadas.

O novo software, desenvolvido e implementado pela equipe de Tecnologia da Informação (TI) da Santos Brasil nos CLIAs, é composto pelos módulos de planejamento das quadras de armazenagem e registro eletrônico para entrega das cargas de importação, agendamento on-line dos veículos para recebimento das cargas e informatização de dados sobre localização, liberação e movimentação que os importadores, transportadores e despachantes poderão acompanhar na página da empresa na web.

O sistema seguiu os moldes do controle já implantado no Tecon Santos para controle de acesso. A empresa investiu cerca de R$ 1,2 milhão somente no desenvolvimento do software e mais R$ 2,7 milhões na construção de novos gates nos terminais de Santos e Guarujá.

Segundo Ricardo Molitzas, diretor de operações logísticas, uma das principais vantagens que o novo sistema agrega é o agendamento eletrônico para entrada dos caminhões e o reconhecimento biométrico do condutor do veículo. “Além do agendamento prévio na Internet e a emissão de um certificado digital que precisa ser validado quando o caminhão acessa o CLIA, cada caminhoneiro que entra e sai nas nossas instalações é identificado por biometria”, explica Molitzas. Outro ponto importante, na avaliação do executivo, é que os gates tem interfaces com a liberação eletrônica das mercadorias, com o sistema de armazenamento das quadras e agendamento dos veículos, o que traz maior agilidade na recepção dos veículos e maior segurança na entregas da cargas.

Por conta dessa modernização tecnológica, os CLIAs também estarão preparados para funcionar 24 horas para entrega de carga. Até então o funcionamento era ininterrupto apenas para recebimento.

COMMENTS