Obras no Sistema Anchieta-Imigrantes só ficam prontas a partir de maio

Concessionária já investiu R$ 3,5 bilhões em melhorias. Apenas no feriado de Ano Novo, mas de 665 mil veículos utilizarão o sistema

Caminhão-teatro da Scania leva concerto de piano para festa de 459 anos de São Bernardo do Campo (SP)
São Bernardo do Campo (SP) terá fábrica de aviões de guerra
Pela primeira vez, Mercedes-Benz do Brasil pode abrir 3º turno na produção

As obras de implantação da quinta faixa da pista Norte da Rodovia dos Imigrantes, entre os km 26 e 39, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, só devem ficar prontas a partir de maio do ano que vem, fazendo com que o motorista ainda enfrente os tradicionais congestionamentos na descida para a Baixada Santista no final de ano.

O trecho está entre os piores gargalos do sistema Anchieta-Imigrantes. Perde apenas para o trevo do km 55 da Anchieta e parte da rodovia Cônego Domênico Rangoni. Nos dois casos, novas obras devem ser concluídas em 2014.

“Boa parte das retenções de fluidez que temos começa nesses pontos”, diz José Carlos Cassaniga, da Ecovias.

Só no feriado de Ano Novo, mais de 665 mil veículos devem passar pelo sistema Anchieta-Imigrantes.

O custo de todas essas mudanças será da concessionária, que recebeu do governo paulista mais 18 meses de contrato. Assim, poderá gerir as duas estradas até 2025.

A Ecovias administra o sistema desde 1998. Nesse período, diz a Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte), a concessionária gastou R$ 3,5 bilhões com manutenção e novas obras.

COMMENTS