Deputados paulistas questionam viabilidade do monotrilho no metrô de Congonhas (SP)

Impacto ambiental, o real alcance aos usuários, a segurança preventiva e a transparência na implantação são os pontos que serão discutidos para poder dar prosseguimento no processo de implantação

Voos redistribuídos em Congonhas
Bombeiros do Aeroporto de Congonhas (SP) recebem curso de capacitação
ANAC fiscaliza seis aeroportos de São Paulo e encontra mais de 90 aeronaves irregulares

A Comissão de Viação e Transportes da Assembleia Legislativa de SP promoverá nesta quarta-feira (30) uma discussão sobre a conveniência, o impacto ambiental, o real alcance aos usuários, a segurança preventiva e a transparência na implantação da linha 17 do metrô, que fará a ligação do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, à rede metroviária, em sistema de monotrilhos, em especial o trecho da estação Morumbi.

O debate foi proposto pelo deputado Ricardo Izar (PSD-SP). Ele questiona a opção pelo sistema de monotrilho, em detrimento do metrô subterrâneo. Um dos prejuízos que ele cita é o impacto ambiental, gerado pela retirada da vegetação para dar lugar aos trilhos.

A reunião será realizada no auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

COMMENTS