Porto seco de Cascavel (PR) recebe R$ 2 milhões em investimentos

Ação prioriza a reconstrução do terminal da Ferroeste. Medida deve viabilizar exportação de soja e milho do Paraguai via porto de Paranaguá (PR)

GOL e TAM retomam voos para Argentina e Uruguai
Aliança Navegação e Logística começa a operar em mais um porto na Argentina
Qatar Airways comemora quarto ano de serviços para a América do Sul

O porto seco de Cascavel (PR) deve receber um investimento do governo estadual somado em R$ 2 milhões. Tal quantia será destinada às obras de recuperação como, por exemplo, a reconstrução do terminal da Ferroeste. A Codapar (Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná) será responsável pela liberação da verba que financiará o plano. Desta forma, a exportação de safras de soja e milho do Paraguai via porto de Paranaguá (PR) será viabilizada.

Atualmente, as commodities paraguaias são exportadas por meio dos portos da Argentina e do Uruguai, processo que demora cerca de 20 dias. Após a reativação do porto seco de Cascavel, a mesma operação será realizada em, no máximo, oito dias.

Estrutura atual

O porto seco de Cascavel tem capacidade de acomodação de 54 caminhões de carga seca e 5 de cargas frigorificadas com tomadas elétricas para contêineres reefer e conta com armazém para recepção de mercadorias e entrepostamento com 2.000 m².

Além da Receita Federal, estão instalados os órgão anuentes responsáveis pela fiscalização e liberação de cargas em trânsito aduaneiro.

Por: Victor José – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS