Diretor do Setcepar nega falta de caminhões para o escoamento da safra 2010

A preocupação para com o escoamento da safra e a falta de caminhões para o transporte dos grãos é irreal

Brasil produzirá 162 milhões de toneladas de grãos na safra
Grupo ETH Bioenergia instala usina em Alto Taquari (MT)
Safra recorde no País gera falta de caminhões para escoamento

A preocupação para com o escoamento da safra e a falta de caminhões para o transporte dos grãos é irreal. Esta frase é do Diretor do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga no Paraná (Setcepar), Laudio Luiz Soder, que explica que podem ocorrer faltas localizadas de caminhões em determinados momentos, o que faz elevar o valor do frete. Mas isto não quer dizer que não haverá transporte para escoar a safra 2010. “As transportadoras estão preparadas para este fim, Além disso, os caminhões se deslocam de uma região para outra a fim de atender a demanda por transporte. Inclusive, neste momento, a safra na região Oeste do Paraná já está 80% colhida. Começa agora apenas a colheita nas regiões de Guarapuava e Ponta Grossa”, comenta.

Uma pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelou que deverão ser colhidas 13,4 milhões de toneladas de soja no Paraná, volume 41% maior que no ano passado, quando foram colhidas 9,5 milhões de toneladas no Estado. Soder explica que o maior desafio para os transportadores continua a ser o Porto de Paranaguá, onde se concentra o destino das cargas e ocorre a demora na descarga, provocando perdas para os transportadores, tanto autônomos como empresas. “Por isso, é preciso ter um cuidado redobrado nas estradas da região, que costumam ficar congestionadas. Os motoristas precisam estar atentos, pois o movimento de veículos pesados nas estradas vai aumentar para que se consiga transportar toda a produção”, conclui.

COMMENTS