Petrobras e Vale assinam acordo para exploração no Espírito Santo

Segundo o memorando, assinado pelos presidentes da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, e da Vale, Roger Agnelli, a Vale poderá deter 25% dos direitos de exploração da área

Produção de carro cairá 15% no 1º- trimestre
Sindicato dos Contabilistas de SP oferece curso sobre Substituição Tributária no ICMS
BTP inicia obras na Avenida Perimetral da Alemoa, em Santos (SP)

A Petrobras e a Vale S.A. assinaram nesta quinta-feira, 25 de junho, no Rio de Janeiro, memorando de entendimento que estabelece as bases para parceria na exploração e produção de petróleo e gás natural nos blocos ES-M-466, ES-M-468 e ES-M-527, todos pertencentes à concessão BM-ES-22, no litoral norte do Espírito Santo.

Segundo o memorando, assinado pelos presidentes da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, e da Vale, Roger Agnelli, a Vale poderá deter 25% dos direitos de exploração da área. O processo de cessão dos direitos será submetido à aprovação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nos próximos dias.

Os blocos foram adquiridos pela Petrobras na sexta rodada de licitações da ANP. Situam-se em lâminas d’água entre mil e 2 mil metros (ver mapa) e contêm objetivos exploratórios localizados na seção pós-sal.

A assinatura do memorando é mais um passo no processo de fortalecimento das relações entre as duas maiores companhias brasileiras, possibilitando alavancar ainda mais o desenvolvimento da indústria nacional.  A participação conjunta na concessão BM-ES-22 soma-se às parcerias já formadas em 22 outros blocos exploratórios, localizados tanto em áreas com alto potencial comprovado, como as bacias do Espírito Santo e de Santos, como em áreas de fronteira exploratória no mar (Bacia do Pará-Maranhão) e em terra (Bacia do Parnaíba).

COMMENTS