Jornalismo é coisa séria

A equipe do Portal Transporta Brasil, diante da decisão do Supremo Tribunal Federal contra a obrigatoriedade do diploma universitário para o exercício da profissão de jornalista, sente a necessidade de expressar sua opinião: somos contrários à decisão do STF

Novos ares, articulistas e o boom das motos
Vai mesmo ter Copa no Brasil?
Dia do Transportador, ano de muito trabalho, Semana do Trânsito

A equipe do Portal Transporta Brasil, diante da decisão do Supremo Tribunal Federal contra a obrigatoriedade do diploma universitário para o exercício da profissão de jornalista, sente a necessidade de expressar sua opinião: somos contrários à decisão do STF.

Neste espaço noticioso, o jornalismo é levado a sério e praticado por profissionais formados, diplomados e devidamente preparados para levar aos leitores as notícias com qualidade, isenção e seriedade.

O argumento de que a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista nasceu de um ato da ditadura militar para criar barreiras contra a atuação de intelectuais na imprensa e a livre expressão de opiniões cai por terra simplesmente pelo fato de as faculdades de Comunicação Social, nos últimos 40 anos, terem criado técnicas, disciplinas e teorias que certamente são indispensáveis para o exercício do bom jornalismo.

Não temos nada contra as pessoas que, por terem facilidade com a palavra, tenham vontade de atuar na imprensa. Mas, temos a certeza de que estudar anos a fio para se tornar um jornalista deve ser um fato a ser considerado.

No Portal Transporta Brasil, as notícias que levamos aos leitores são fruto de muita experiência, trabalho árduo, checagem de fontes e uso amplo das técnicas do bom jornalismo, que não se encontram em qualquer esquina e que são fruto da construção de profissionais específicos para a comunicação social.

Este Portal repudia a comparação feita por um dos ministros do Supremo, de que um jornalista é como um cozinheiro, que não necessita de um diploma para desempenhar bem suas funções profissionais.

Jornalismo não é culinária. Jornalismo é jornalismo. Este Portal, independentemente de qualquer decisão da cúpula do Judiciário, que de dentro de seus gabinetes legisla e muda a vida de milhões de pessoas, sempre contará com pessoas profissionais, preparadas para o exercício do jornalismo, e sempre exigirá de seus contratados o diploma profissional de jornalista e o registro do Ministério do Trabalho.

É verdade que um simples canudo de papel não faz de uma pessoa um profissional em qualquer área, mas, é verdade, também, que passar quatro anos nos bancos de uma universidade e tantos outros em preparação para ser um bom profissional, não pode ser em vão.

Leonardo Helou Doca de Andrade
Editor chefe do Portal Transporta Brasil
Jornalista diplomado com dez anos de carreira e registro no MTb número 39.540

COMMENTS