Transpetro e BNDES anunciam parceria para apoiar setor de navipeças

Segundo informações da Transpetro, em reunião na sede da companhia, com a presença de mais de 60 empresas, foi definida uma estratégia para “superar gargalos e construir uma cadeia competitiva de navipeças

Contran proíbe tachas e tachões aplicados na via pública para reduzir velocidade
Comitiva da UE dá sinal positivo para grãos paranaenses
Milton Monti é o presidente da Comissão de Viação e Transportes

Com o objetivo de criar as condições adequadas para que os fabricantes nacionais de peças para navios possam oferecer preços competitivos, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Transpetro (braço de logística e transporte da Petrobras) anunciaram ontem (11) a adoção de um programa de apoio aos fabricantes de navipeças.

Segundo informações da Transpetro, em reunião na sede da companhia, com a presença de mais de 60 empresas, foi definida uma estratégia para “superar gargalos e construir uma cadeia competitiva de navipeças que irá atender à crescente demanda criada pelo Promef (Programa de Modernização e Expansão da Frota)”.

De acordo com os dados do Sindicato Nacional da Indústria de Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), as encomendas de 214 navios ao setor, até 2015, representarão cerca de US$ 5 bilhões em aço naval e navipeças.

Para viabilizar a obtenção do financiamento, a Transpetro criou um grupo de competitividade industrial que terá duas tarefas principais: cadastrar fornecedores e estimular o diagnóstico e superação de gargalos pelos potenciais ofertantes.

Sugestões serão encaminhadas ao Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária), visando ampliar, por exemplo, a isenção fiscal para os fornecedores.

As informações indicam, ainda, que todas as empresas participantes receberam um caderno com as especificações técnicas das navipeças para as encomendas, em curso, de 49 navios do Promef.

Link para a matéria

COMMENTS