Governo vai investir R$ 95,7 milhões na ampliação do Porto de Paranaguá

O investimento de R$ 95,7 milhões é um dos maiores da história do complexo portuário e aumentará em 30% a estrutura física do cais comercial

Obra do Tecondi é vistoriada
Terminais de carga da Infraero encerram 2008 com crescimento
Navegantes atingirá 1 milhão de contêineres

O governador Roberto Requião homologou, esta semana, o resultado da licitação realizada pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), para contratação de empreiteira que fará a remodelação, ampliação e de estruturação do cais, para o aprofundamento dos berços em Paranaguá. O investimento de R$ 95,7 milhões é um dos maiores da história do complexo portuário e aumentará em 30% a estrutura física do cais comercial, consolidando o potencial logístico do porto para o embarque de grãos.

As obras compreendem a construção de um píer de 436 metros, que integrará o Corredor Oeste de Exportação de Granéis e permitirá a atracação e operação simultânea de duas embarcações. Outra intervenção prevista é o reforço da estrutura de atracação, com o alongamento das cortinas de contenção (parede submersa que sustenta o cais). Essa obra permitirá aumentar a profundidade dos berços de atracação para 14,5 metros.

O cais do Porto de Paranaguá – hoje, com 2.820 metros de extensão – foi construído em várias épocas, a partir de 1935. Desde então, o porte dos navios mudou, assim como as técnicas construtivas. As últimas intervenções, por exemplo, foram feitas em 2003, em dois dos berços, nos quais a estrutura já permite a dragagem de aprofundamento. O projeto atual prevê obras em 12 berços.

COMEÇO – A ordem de serviço deve assinada até o fim do mês, para início imediato das obras. O prazo para conclusão é de 12 meses. “A engenharia do porto exigirá a abertura de várias frentes de trabalho simultâneas, para que seja dada agilidade máxima na execução das obras”, assegurou o diretor técnico da Appa, André Cansian. “Queremos garantir que a nova estrutura esteja pronta para atender a demanda de embarques de grãos já na safra 2010/2011.”

Para Cansian, essas obras de remodelação e ampliação do cais preparam o Porto de Paranaguá para o futuro, pois, além de permitir a ampliação das operações com grãos, modernizam sua estrutura para receber novos equipamentos e as novas gerações de navios. “Com essa nova configuração, o Porto de Paranaguá, que já está entre os maiores portos graneleiros do mundo, dará outro importante salto, reafirmando sua eficiência e competitividade.”

A tendência é que os grandes portos em todo o mundo concentrem as escalas das grandes empresas de navegação mercante, que têm renovado suas frotas, inserindo as novas gerações de navios com tamanho superior a 300 metros. Hoje, o Porto de Paranaguá recebe navios de até 285 metros de comprimento.

Link para a matéria original

COMMENTS