Trabalhadores da Mercedes-Benz entram em férias coletivas no dia 23

Segundo a assessoria de imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, as férias vão 4 de março

Anfavea: primeiro efeito do fim da redução do IPI nos automóveis deve ser sentido em maio
Vendas de veículos vão bater recorde em plena crise
Mercado pujante já soma 15 fabricantes de motocicletas

Seis mil trabalhadores do setor de produção da Mercedes-Benz entram em férias coletivas no próximo dia 23. Segundo a assessoria de imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, as férias vão 4 de março. Além deles, mil funcionários entram em férias normalmente e voltam na mesma data que os outros.

As férias são resultado de negociação entre uma comissão de fábrica e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, com o objetivo é ajustar a produção.

De acordo com a assessoria de imprensa do sindicato, as reuniões continuam, e a medida adotada (férias coletivas) é normal quando é necessário o ajuste da produção. Além disso, o mecanismo faz parte das ações de preservação do emprego propostas pelo sindicato e a base na fábrica.

A assessoria de imprensa da Mercedes-Benz confirmou que a medida foi tomada para readequar o volume de produção de caminhões e chassis para ônibus à demanda do mercado de veículos comerciais.

Em São Paulo, os funcionários Schaeffler Brasil (Rolamentos Fag) entraram em greve para protestar contra a demissão de 60 funcionários ontem (5), 150 hoje (6) e mais 150 amanhã (7).

Na Tubocap Artefatos de Metal, também em São Paulo, 400 trabalhadores suspenderam a paralisação iniciada há dois dias para protestar contra 30 demissões, atraso de salário e férias. A volta foi determinada pelo Tribunal Regional do Trabalho. A assessoria de imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi informou que os trabalhadores vão esperar uma solução até a próxima segunda-feira (9). Caso a empresa não os atenda, voltarão a paralisar as atividades.

Link para a matéria

COMMENTS