Financiamentos do BNDES para micro e pequenas empresas cresceram 51% em 2008

Para esse segmento de empresas, foram efetuadas 100 mil operações em 2008

Webjet amplia a oferta de voos a partir do Recife
SP investe R$ 52,5 mi em obras de infraestrutura em Ribeirão Preto
Espaço aéreo de São Paulo e Rio terão o dobro de capacidade em 2012

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) às micro e pequenas empresas cresceram 51% no ano passado, alcançando R$ 9,12 bilhões, contra R$ 6,04 bilhões em 2007. Para esse segmento de empresas, foram efetuadas 100 mil operações em 2008. Também para a média empresa, os financiamentos do banco mostraram crescimento de 40% no ano passado, somando R$ 8,5 bilhões, contra R$ 6,07 bilhões no ano anterior, de acordo com dados divulgados hoje (29) pelo banco, no Rio de Janeiro.

Ao apresentar os números, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, rebateu as críticas de que o banco estaria se afastando do seu objetivo principal, de financiar projetos inovadores e com impacto social.

“Recebo [os comentários] com toda a tranqüilidade de quem recebe uma pergunta cujas premissas estão todas equivocadas. O BNDES tem uma atuação muito forte, apesar de não ser um banco de varejo, no sentido de apoiar as pequenas e médias empresas”, disse.

Segundo enfatizou Coutinho, a crise externa não comprometeu os desembolsos do banco para as micro e pequenas empresas. “Apesar da forte pressão sobre os recursos do banco em 2008, essa pressão não resultou em uma subtração dos recursos colocados à disposição das micro, pequenas e médias empresas”, afirmou.

Coutinho lembrou que o BNDES possui também um programa de apoio à inovação empresarial, aberto a todos os setores da economia, com condições diferenciadas de juros. “Poucos bancos no mundo oferecem condições tão favoráveis à inovação. Inclusive, eu tenho procurado mobilizar mais a estrutura empresarial para projetos cada vez mais inovadores”, disse.

Link para a matéria

COMMENTS