Vôos domésticos vão crescer 3% em 2009

"Mais ou menos 70% do faturamento da TAM e 90% do faturamento da Gol vêm do mercado doméstico. As nossas companhias têm o privilégio de estarem fortalecidas no mercado doméstico e se sustentarem com isso"

Produção de veículos sobe 9,2% em fevereiro
Conselho de aviação cria grupo para propor diretrizes sobre transporte internacional
Álcool já é encontrado a menos de R$ 1

A crise financeira mundial já está provocando uma turbulência no mercado aéreo brasileiro neste ano, que deve se intensificar no ano que vem, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A presidente da Anac, Solange Vieira, disse que a autarquia está revisando para baixo a projeção para o crescimento do fluxo de passageiros nesse ano e no próximo.

Solange Vieira informou que a estimativa de crescimento para este ano encolheu de 10% 8%, enquanto a previsão para 2009 baixou de 7% para 3%.”Nossas companhias estão estruturadas com folga financeira para passar por essa turbulência”, disse Solange Vieira durante a divulgação do balanço aéreo da Aviação Civil Brasileira em 2008.

“Mais ou menos 70% do faturamento da TAM e 90% do faturamento da Gol vêm do mercado doméstico. As nossas companhias têm o privilégio de estarem fortalecidas no mercado doméstico e se sustentarem com isso”, afirmou ela.

A presidente da Anac disse ainda que espera um fim de ano tranquilo nos aeroportos de todo o País, apesar da ameaça de greves. A Anac tem um plano de contingência montado e medidas preventivas foram tomadas em parceria com as companhias aéreas.

“Vai ser um fim de ano tranquilo…a aviação civil não é mais um problema para o País”, declarou Solange Vieira. O número de atrasos no último trimestre ficou em 14,5% dos vôos e o de cancelamentos baixou de 5,8% para 2,8% dos vôos no quarto trimestre.

COMMENTS