Marco Maciel alerta para aumento da carga tributária e diz que o Brasil é o vice-campeão mundial em impostos

O percentual coloca o Brasil como vice-campeão mundial de impostos, ficando abaixo apenas da Dinamarca - país onde os serviços prestados pelo Estado são de elevada qualidade

Viaduto da Unisinos será erguido na BR-116
Infraestrutura já recebeu R$ 9,3 bilhões do FI-FGTS
Seminário em Campo Grande (MS) avalia vantagens de exportações via Chile

O senador Marco Maciel (DEM-PE) afirmou que a carga tributária subirá novamente neste ano, devendo passar dos 37% do Produto Interno Bruto (PIB), contra 36,08% no ano passado. Observou que o percentual coloca o Brasil como vice-campeão mundial de impostos, ficando abaixo apenas da Dinamarca – país onde os serviços prestados pelo Estado são de elevada qualidade.

A projeção para o ano foi feita pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), o qual informou, nesta semana, que, no primeiro semestre, a carga tributária bateu em 37,27%.

– O brasileiro deve pagar neste ano 1 trilhão de reais em impostos – afirmou o senador.

Marco Maciel lembrou que, na média, os cidadãos do país trabalham quatro meses para pagar impostos e outros quatro meses para bancar, com o próprio salário, serviços que deveriam ser oferecidos pelo Estado, como educação, saúde e segurança.

– Nossa carga tributária é excessiva. Na vizinha Argentina, ela é de 25,7 por cento. Por isso, é necessário retomarmos com urgência o debate sobre a reforma tributária. Temos de extinguir ou minorar os impostos em cascata. Temos de estabelecer regras únicas sobre o ICMS, para evitarmos ou superarmos as guerras fiscais tão prejudiciais ao federalismo – disse o senador.

Marco Maciel acrescentou que a legislação brasileira sobre tributação é tão complexa que uma empresa que opera em todo o país deve cumprir determinações contidas em mais de 55 mil artigos de leis, regulamentos e portarias. Para o senador, além da elevada tributação, o excessivo número de leis afeta seriamente a produtividade das empresas.

O parlamentar pediu a transcrição, nos Anais do Senado, de matérias sobre o assunto publicadas pelos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo, com ostítulos “Carga Tributária de 37,3% do PIB é novo recordo semestral, diz estudo” e “Brasil tem a segunda maior carga tributária sobre salários do mundo”, respectivamente.

Link para a matéria

COMMENTS