Fiat instalará centro de engenharia em Betim

A iniciativa se somará à implantação de um centro de desenho e projetos, há três anos, que foi o responsável pela criação da linha Adventure, adotada nos modelos perua e no monovolume Idea

Demanda da GOL cai 14% em outubro
Folha de pagamento encolhe, mas mantém alta
Crescimento dos setores de máquinas e de insumos puxa alta da indústria em julho

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, disse que assinará hoje em Turim, na Itália, acordo comercial com o presidente mundial da Fiat Automóveis, Sérgio Marchionne, para instalação no Brasil de um centro de engenharia e desenvolvimento de automóveis.

A iniciativa se somará à implantação de um centro de desenho e projetos, há três anos, que foi o responsável pela criação da linha Adventure, adotada nos modelos perua e no monovolume Idea. O governador se encontra na Europa para viagens de negócios, que tem o objetivo de confirmar investimentos anunciados por vários grupos europeus no estado.

Novos postos de trabalho – Segundo o governador mineiro, a iniciativa da montadora italiana representará uma mudança no perfil para a Fiat. Aécio Neves informou que o centro de inteligência vai possibilitar a abertura de vagas para 300 engenheiros. “Estava na hora de a Fiat levar esse departamento para o Brasil, já que a planta da Fiat em Minas é a que sustenta os resultados da empresa no mundo”, declarou.

Segundo a nota distribuída pelo Palácio da Liberdade, o governador informou que irá assinar um protocolo de intenções que garantirá a abertura de 300 vagas de engenheiros no centro de inteligência da Fiat em Betim , todos italianos, que serão transferidos para o Brasil.

Segundo suas declarações essa iniciativa será mais importante até mesmo que o valor dos investimentos pois abre a oportunidade de desenvolver em Minas novos projetos para o mundo. “Essa é uma negociação longa, que tivemos ao longo de cinco anos com a direção da Fiat. O estado tem dado contrapartidas com investimentos em infra-estrutura e também do ponto de vista fiscal para esses novos investimentos”, declarou.

O governador mineiro disse que irá discutir com Marchionne a manutenção do cronograma de investimentos do grupo no Brasil, a despeito da crise financeira internacional, que prevê injeção de R$5 bilhões nos próximos dois anos e que representam o maior aporte do grupo em qualquer planta no mundo. Procurado pela Gazeta Mercantil, a assessoria de comunicação da Fiat no Brasil informou que tinha conhecimento apenas da assinatura de protocolo para realização de pesquisas em projetos industriais.

A unidade da Fiat em Betim absorve o maior investimento de uma empresa italiana no mundo. A fábrica representa cerca de 20% da receita do grupo, tendo superado o total de 9 milhões de veículos produzidos desde sua inauguração, há 33 anos.

COMMENTS