Brasil e Espanha discutem soluções logísticas em São Paulo

O evento abordará os investimentos em Infra-estrutura que se fazem necessários no Brasil e as experiências bem-sucedidas da Espanha nos seguintes painéis: Programa de Aceleração do Crescimento, Saneamento, Ferrovias/Rodovias e Portos/Aeroportos

Governo do Estado pretende agilizar duplicação da BR-118
Transporte precário de soja deixa prejuízo de R$ 18 milhões nas rodovias gaúchas
Lucro da ALL recua mais de 45% no 3º trimestre

Depois da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) alertar que o Brasil só escapará de um apagão logístico se investir cerca de R$ 280 bilhões, a discussão de novas alternativas para o País escapar dos problemas no setor de transporte de cargas ganha ainda mais importância neste final de 2008. E é neste cenário que a Câmara Espanhola de Comércio no Brasil realiza na quinta-feira (27) o 1º Seminário de Infra-Estrutura Brasil-Espanha.

O evento abordará os investimentos em Infra-estrutura que se fazem necessários no Brasil e as experiências bem-sucedidas da Espanha nos seguintes painéis: Programa de Aceleração do Crescimento, Saneamento, Ferrovias/Rodovias e Portos/Aeroportos. Até o momento, estão confirmadas as participações da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e da ministra do Fomento da Espanha, Magdalena Álvarez.

Fundada em 12 de agosto de 1955, a Câmara Espanhola de Comércio no Brasil é uma associação voltada à promoção das relações econômicas e comerciais entre brasileiros e espanhóis, com cerca de 300 associados dos mais diversos setores,  dentre os quais se encontram empresários e pessoas físicas, além de outros interessados em realizar intercâmbio comercial entre os dois países.

Assim como aqui, as rodovias são o principal meio de transporte na Espanha. A rede rodoviária local possui uma extensão de 163 mil quilômetros. Até poucas décadas atrás, o modal ferroviário era o mais importante na Península Ibérica, mas com o incremento da rede rodoviária, as ferrovias se tornaram elementos complementares. A maior parte das mercadorias chega ao mercado espanhol por meio dos 41 portos comerciais.

Além de Dilma Rousseff, representarão o governo brasileiro no evento o diretor de Infra-estrutura do BNDES, Wagner Bittencourt, o ministro das Cidades, Márcio Fortes, e a secretária de Saneamento e Energia de São Paulo, Dilma Pena. Já pelo lado espanhol, destaque para as participações do diretor do Porto de Barcelona, Javier Gallardo, e do diretor de Planejamento da Administrador de Infraestructuras Ferroviárias (Adif España), Vicente Gago.

Serviço

O 1º Seminário de Infra-Estrutura Brasil-Espanha ocorre na quinta-feira, das 8h15 às 17 horas, no Centro de Eventos Panamby-Cenesp, que fica na Av. Maria Coelho Aguiar, 215, Bloco G, 2º andar, Santo Amaro, em São Paulo. Inscrições custam R$ 200,00 para associados da Câmara e R$ 250,00 aos não-associados. PortoGente  trará a cobertura completa do evento na próxima sexta-feira.

Link para a matéria

COMMENTS