Montadoras reduzem taxa de juros para evitar retração

"O objetivo da redução das taxas de juros é afastar essa onda negativa que há no mercado", disse Fabricio Biondo, gerente executivo de planejamento de marketing da Volkswagen do Brasil

Usuário poderá ter resposta de órgão de trânsito em 24 horas
Desembarques crescem 28,2% em AL
Governo investe mais R$ 5,9 milhões na rodovia de Guarapuava a Pitanga

Para tranquilizar os consumidores e evitar uma forte retração nas vendas de automóveis no mercado brasileiro, a General Motors e a Volkswagen do Brasil decidiram reduzir para 0,99% a taxa de juros para o financiamento de seus modelos.

A Volkswagen, que colocará sua campanha televisiva na próxima semana, está oferecendo taxa de 0,.99% ao ano mês para os modelos Fox, SpaceFox, CrossFox, Polo, Polo Sedan e Beetle. “O objetivo da redução das taxas de juros é afastar essa onda negativa que há no mercado”, disse Fabricio Biondo, gerente executivo de planejamento de marketing da Volkswagen do Brasil.

“Notamos que o consumidor ficou assustado com as notícias de crise financeira mundial. No último final de semana muitas pessoas foram nas revendas VW para certificar preços, prazos e taxas de juros. Foram ver de perto se havia crédito disponível “, disse o gerente de marketing da Volkswagen.

Segundo Biondo, enquanto os bancos elevaram as taxas de juros em mais de 20%, o Banco Volkswagen decidiu manter um índice menor porque tem liquidez para manter o financiamento dos seus automóveis. Temos liquidez para financiar o atacado e o varejo”, garantiu Biondo.A taxa de juros do Banco Central para prestação pré-fixada é de 2,42% ao mês, o que dá 33% ao ano. Com o índice praticado atualmente pelas duas montadoras, de 0,99% ao mês, o total anual fica em 12,55%.

Para os modelos importados, a Volkswagen e o Banco VW também prepararam condições especiais. Os modelos Bora, Jetta e Passat serão oferecidos com taxa 0% na rede de concessionários. “Vamos assegurar a demanda de automóveis num momento em que a preocupação com o crédito é muito forte”, diz Biondo.
A Volkswagen ainda mantém os planos de até 60 meses sem entrada e a taxa de 0,20% para o Gol G4 que já eram praticadas. O Banco Volkswagen também oferece aos seus clientes a possibilidade de fazer o financiamento total. Os custos com despachante (documentação, IPVA etc), seguro, acessórios e as duas primeiras revisões do automóvel podem ser incluídos no contrato e ter o valor diluído nas parcelas mensais.

Na General Motors a nova taxa de juros é válida para o financiamento dos modelos Astra, Prisma, Classic e Corsa durante este mês Os automóveis podem ser adquiridos com 50% de entrada e pagamento parcelado em até 24 meses. “Estamos reduzindo as taxas de juros para tranquilizar os clientes em meio a esse turbilhão da crise financeira mundial”, disse Francisco Stefanelli, diretor nacional de vendas da GM.

“Enquanto o mundo noticia a elevação das taxas de juros e a restrição ao financiamento e ao crédito, a GM vem a público garantir que oferece condições ainda melhores do que antes deste atual quadro econômico”, disse José Carlos Pinheiro Neto, protagonista da mais nova campanha publicitária institucional da empresa no País, que foi ao ar ontem à noite nas principais emissoras nacionais de televisão e emissoras de rádio de algumas regiões do País.

Segundo Pinheiro Neto, a no-va campanha institucional da GM é uma reafirmação da con-fiança da empresa diante das in-certezas que surgiram nas últi-mas semanas.”Queremos tranqüi-lizar os consumidores e assegurar de que, na rede Chevrolet, temos um ótimo momento durante to-do este mês de outubro em espe-cial para quem deseja comprar carro novo”. (Sonia Moraes – Gazeta Mercantil)

Link para a matéria

COMMENTS