ANTAQ e Coréia do Norte irão estabelecer intercâmbio de informações

Essa cooperação técnica consistirá, principalmente, em visitas aos portos brasileiros e norte-coreanos e no intercâmbio de estudos envolvendo a navegação marítima

Governo capixaba cancela 80 mil multas de trânsito
Novo vôo para a Bahia é lançado nos EUA
Algodão pode ser usado em biodiesel

A ANTAQ e o governo da Coréia do Norte irão, em breve, estabelecer um intercâmbio de informações sobre o transporte aquaviário. Essa cooperação técnica consistirá, principalmente, em visitas aos portos brasileiros e norte-coreanos e no intercâmbio de estudos envolvendo a navegação marítima.

A idéia da troca de experiências surgiu durante o encontro entre o diretor-geral da ANTAQ, Fernando Fialho, e o representante do Departamento Marítimo da Coréia do Norte, Thae Yong Rok, realizado, no dia 16 de outubro, na sede da Agência, em Brasília. O assessor internacional, Paulo Vasconcellos, também participou da reunião.

“O Brasil tem ampliado suas relações com diversos países. Pretendemos fortalecer os laços. Estamos à disposição para realizar o intercâmbio de informações sobre o transporte aquaviário”, ressaltou Fialho.

Ao representante norte-coreano, o diretor-geral detalhou as competências da ANTAQ. “Somos uma agência que regula, supervisiona e fiscaliza as atividades de prestação de serviços de transporte aquaviário e de exploração da infra-estrutura portuária e aquaviária”, ressaltou.

Fialho enfatizou, ainda, que uma empresa estrangeira pode operar na navegação brasileira. “Isso pode acontecer desde que a empresa estrangeira constitua uma empresa brasileira de navegação e cumpra com a legislação nacional e com os requisitos estabelecidos por essa mesma legislação”, explicou.

COMMENTS