Daimler promete ônibus elétricos em todos seus segmentos de atuação até 2030

Daimler promete ônibus elétricos em todos seus segmentos de atuação até 2030

Dona da Mercedes-Benz vai focar primeiro nos mercados da Europa e América Latina e vai oferecer ônibus elétricos movidos a bateria e hidrogênio

Paraná recebe novo Centro de Distribuição de Peças da Paccar
Scania abre inscrições para competição global de serviços
Scania R 450 é 10% mais econômico em relação ao R 440

A Daimler Buses, fabricante dos ônibus Mercedes-Benz brasileiros, anunciou que até o ano de 2030 terá modelos de ônibus zero emissão em todos os segmentos em que atua. A promessa será cumprida por meio de novos chassis movidos a eletricidade e alimentados por baterias ou células de hidrogênio. E eles não estão para brincadeira: até 2039 a previsão é de que a Daimler Buses venda apenas veículos neutros em emissões de CO2 nos principais mercados Europeus.

Ônibus elétrico brasileiro

No Brasil, por meio da Mercedes-Benz, o grupo já deu seu primeiro passo para a eletrificação apresentando o chassi elétrico movido a baterias no ano passado, o eO500U, modelo urbano com autonomia de até 250 km fabricado em São Bernardo do Campo (SP). De acordo com a Mercedes, este modelo já tem 100 encomendas programas para entrega no final deste ano e começo de 2023. Este chassi está disponível para todo o mercado brasileiro e também para os demais mercados da América Latina.

O produto é um chassi modelo Padron com especificação de eixos 4×2 e faz parte da família de chassis O 500 da Mercedes, uma linha histórica. Ele é desenvolvido para piso baixo e pode ser implementado com carrocerias de até 13,2 metros de comprimento.

Os motores elétricos traseiros são da ZF e ficam acoplados às rodas. O chassi vem equipado com sistema eletrônico de frenagem EBS e também sistema de regeneração de energia. Quando o condutor tira o pé do acelerador ou freia o veículo, os motores se transformam em geradores e devolvem energia para as baterias. Segundo a Mercedes, o sistema de recarga das baterias é do tipo plug-in, ou seja, utiliza recarga externa, da rede elétrica ou de fontes alternativas. A fabricante informou que uma recarga completa das baterias leva três horas para ser feita.

Na Europa, células de hidrogênio

Uma das tecnologias de eletrificação mais avançadas e limpas é o uso das células de hidrogênio, ou células de combustível. Neste processo de alta tecnologia e complexidade, um sistema recebe gás hidrogênio e realiza uma reação que resulta na liberação de energia elétrica e de moléculas de água. Assim, as células de combustível alimentadas por hidrogênio conseguem suprir a necessidade de um motor elétrico e ainda ter como resultado água limpa.

Na Europa, a Daimler Buses anunciou que, a partir do ano que vem, seus modelos de ônibus elétricos eCitaro vão sair de fábrica equipados com sistema de alimentação por meio de células de combustível à base de hidrogênio. O eCitaro é fabricado desde 2018 em sua versão totalmente elétrica movida a bateria e agora vai ganhar mais autonomia com o novo sistema.

Atualmente, mais de 600 unidades dos eCitaros rodam pela Europa. No ano passado, um em cada dois ônibus urbanos elétricos vendidos na Alemanha era do modelo da Daimler. Para dar suporte ao aumento da eletrificação entre seus produtos oferecidos ao mercado de transporte de passageiros, a Daimler Buses tem investido na construção de uma infraestrutura elétrica completa nas instalações dos clientes.

“Como fabricante e líder mundial em ônibus, nossa ambição é clara. Queremos combater as mudanças climáticas e nos tornar um elemento impulsionador para a transformação do transporte de passageiros. Dessa maneira, passaremos a adotar uma estratégia de tecnologias de propulsão alternativas, com o objetivo de fornecer ônibus neutros em CO2 para todos os segmentos e mercados mais importantes até o final desta década. Portanto, a partir de 2030, para o segmento urbano, ofereceremos somente ônibus neutros em CO2 na Europa, direcionando os nossos esforços para o desenvolvimento do eCitaro totalmente elétrico”, afirma Till Oberwörder, chefe da Daimler Buses.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS