Bunge inaugura fábrica de biodiesel no Brasil

Bunge inaugura fábrica de biodiesel no Brasil

Primeira unidade da companhia a produzir o combustível no País está localizada em Nova Mutum, Mato Grosso; a planta produzirá cerca de 150 mil m3 de biodiesel ao ano

Golden Cargo patrocina evento do segmento agrícola
ALL e VCP transportam 130 mil toneladas de celulose de MS
Governo cria incentivos para a compra de caminhões para agricultores familiares por meio do Pronaf

A Bunge Brasil, empresa voltada para o agronegócio, inaugurou no dia 8/3, em Nova Mutum (MT) a sua primeira unidade fabril para a produção de biodiesel no Brasil. Foram investidos R$ 60 milhões no empreendimento, que produzirá cerca de 150 mil m³ de biodiesel por ano.

“Mundialmente, a empresa já atua na produção de biodiesel na Argentina e nos Estados Unidos, bem como na Europa, por meio de parcerias, e agora ingressamos no mercado nacional”, explica Pedro Parente, presidente e CEO da Bunge Brasil.

O executivo ainda ressalta que a decisão de produzir o combustível se dá também por conta dos avanços da regulamentação do setor no Brasil, que agora contam com uma série de normas mais claras e que permitem a expansão do mercado. “Com essa ação, damos um importante passo estratégico, porque passamos a atuar em um setor complementar aos nossos negócios, ampliando nossa participação na Cadeia da Soja, onde atuamos na exportação do grão, farelo e óleo, no esmagamento de soja, bem como no refino de óleo e na produção de margarina, maionese e gorduras vegetais”, diz Parente.

Para concretizar a produção, a Bunge procurou firmar parceria com a Agricultura Familiar, pois parte da soja utilizada na produção do biodiesel virá desses produtores. Hoje, a companhia conta com cerca de 150 mil toneladas de oleaginosas de aproximadamente 10 mil agricultores familiares. Por trás do fornecimento desse volume estão 15 cooperativas agrícolas, localizadas na Região Sul e Centro-Oeste do País.

A nova fábrica será operada por 20 funcionários, além de envolver indiretamente o trabalho de mais 60 pessoas, desconsiderando os empregos gerados no campo. A unidade de Nova Mutum já possui uma área de 70 hectares destinada à reserva ambiental, a exemplo de outras áreas similares que a empresa mantém em Santa Catarina e São Paulo.

COMMENTS