Terminais aéreos de cargas implementam nova tecnologia

Novo método diminui tempo de operações e está sendo testado nos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Manaus

Congonhas (SP) aumenta exigência por pontualidade das empresas aéreas
Para Anac, maior concorrência em Congonhas poderá reduzir preços
Webjet transportou o dobro de passageiros no mês de janeiro

Uma nova tecnologia no transporte aéreo de cargas está em teste nos aeroportos de Manaus (AM), Guarulhos (SP) e de Viracopos, em Campinas (SP). O sistema consiste em um equipamento de coleta de dados portátil, que, integrado ao sistema Tecaplus, permite o controle do percurso da mercadoria, desde sua chegada ao armazém, os procedimentos de armazenagem, até a cobrança e liberação.

Segundo dados da Infraero, a ferramenta diminuiu o tempo do processo de localização de cargas nos armazéns, de quatro dias para sete horas, além de ter aumentado a eficiência e confiabilidade da atividade logística.

Apesar das vantagens, esta nova tecnologia não é a solução para os problemas de logística do setor. “Esse equipamento é apenas uma medida paliativa. Desde a implementação do sistema, não houve mais o acúmulo de cargas como estava ocorrendo, mas estamos trabalhando no limite”, ressalta Augusto Neto, primeiro-secretário do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Estado do Amazonas (Setcam) e tesoureiro da Federação das Empresas de Transportes de Cargas da Amazônia (Fetramaz) em entrevista para o portal da CNT.

Não há previsão para que a ferramenta seja utilizada nos demais terminais brasileiros, embora a Infraero pretenda implantar o sistema em outros aeroportos até o fim deste ano. Para o Aeroporto do Galeão, a instalação está prevista para setembro.

Por Marília Brandão – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS