DHL Express apoia iniciativa de distribuição de alimentos em SP

No projeto Mesa Brasil do SESC, a empresa de logística ajuda a beneficiar cerca de 30 mil pessoas por mês, transportando doações para instituições de caridade

Mulheres se destacam em cargos tipicamente masculinos na DHL Express
DHL Supply Chain prorroga inscrições para Programa de Trainee 2010
Grupo DHL comemora bons resultados no pós-crise

Há dez anos a DHL Express participa dos programas de combate à fome e desnutrição do SESC (Serviço Social do Comércio). A companhia disponibiliza atualmente o transporte de alimentos para o projeto Mesa Brasil na cidade de São Paulo. O objetivo é recolher os mantimentos excedentes de empresas e distribuir às associações cadastradas que atendem crianças, idosos e famílias de baixa renda. O programa reúne 3.401 empresas parceiras e assiste cerca de 1,5 milhão de pessoas em todo o território nacional.

A DHL realiza o transporte dos alimentos no núcleo Carmo do SESC-SP, coletando doações de 90 empresas e distribuindo em 187 instituições de caridade. Dentro da transportadora, são cerca de 240 voluntários que, no primeiro semestre deste ano, já distribuíram mais de 24 mil quilos de alimentos, beneficiando uma média de 30 mil pessoas por mês na cidade de São Paulo. As ações da empresa foram reconhecidas ano passado com o prêmio Corporate Responsibility award 2009.

História

O combate à fome já era foco do SESC, quando, em 1991, começou no Paraná o projeto Sopa e Pão. Em 1994, a iniciativa chega a São Paulo com um novo projeto de recolhimento de alimentos excedentes para a produção de refeições na unidade Carmo. Nascia então, em 1997, o modelo de Colheita Urbana, que arrecadava os mantimentos não utilizados nas companhias alimentícias e distribuía entre entidades sociais. Em 2000, quando a prática se expandiu para outros estados, o programa firmou parceria em São Paulo com a DHL. Somente em 2003, quando as ações se difundiram em todo o País, o projeto ganhou o nome de Mesa Brasil.

Por Marília Brandão – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS