Braspress instala estações subterrâneas de tratamento de águas pluviais

Transportadora investe R$ 525 mil em sistema de sustentabilidade ambiental para reaproveitamento de água da chuva

VW mostra novo caminhão para cana
MAN Latin America apresenta os caminhões TGS no Peru
Hyva lança guindaste HBR450 para o mercado brasileiro

A transportadora Braspress lançou em seus terminais nas cidades de Curitiba, Goiânia, Sorocaba e Rio de Janeiro, estações de tratamento de água das chuvas. Com investimentos de R$ 525 mil, a água tratada será destinada para lavagem dos caminhões da empresa e, de acordo com os índices pluviométricos das regiões, essa iniciativa sustentável vai propiciar o aproveitamento de 69 milhões de litros de água por ano.

A água que vem da chuva, apesar de ser naturalmente limpa, traz consigo as sujeiras do ambiente em que ela passa. Por isso a companhia adotou o sistema de tratamento Sergam, que se utiliza do PLUV-CLEAN-IC – Sistema Automático de Micro Filtragem e Desinfecção da Água Pluvial.

O sistema armazena a água em uma estação subterrânea e depois realiza a Micro Filtragem e a Desinfecção por meio do produto Micro Bactericida, altamente especializado em desinfecção, controle de odor, remoção de substâncias prejudiciais, diminuição do Ph (índice de acidez), entre outras coisas.

‘’Após a captação, esses efluentes são tratados e desinfetados para serem utilizados na lavagem da frota de veículos e caminhões, bem como em irrigações de áreas verdes,  lavatórios e descargas de bacias sanitárias, limpeza de pátios e áreas de serviços. Assim, conseguimos contribuir com o meio ambiente, em especial com o uso da água’’, afirma o diretor-Presidente da Braspress, Urubatan Helou.

Além do aproveitamento da água para fins de limpeza na companhia, na filial do Rio de Janeiro, a mesma água será climatizada e aproveitada para fazer o controle de temperatura dentro das instalações da Braspress. O que, segundo o presidente, mostra o quanto a empresa está preocupada em aproveitar, da melhor forma possível, os recursos naturais.

Por Nayra Brighi – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS