Volkswagen planeja investir R$ 6,2 bilhões no Brasil até 2014

Do total deste montante, 60% será em produtos e o restante em aumento de capacidade

ANAC inicia em 1º de janeiro processo de liberação de tarifas para todos os vôos internacionais
Standard Logística anuncia investimentos de R$ 35 mi em três unidades
Logística vira a nova onda do setor imobiliário

A Volkswagen do Brasil irá investir R$ 6,2 bilhões no País nos próximos cinco anos. Esse será o maior aporte da montadora em território brasileiro desde 1999, quando foi construída a fábrica da Volks em São José dos Pinhais (PR), segundo anunciou ontem o presidente da companhia, Thomas Schmall.

Do total deste montante, 60% será em produtos e o restante em aumento de capacidade. Mesmo não detalhando em quanto a capacidade instalada deve crescer, Schmall lembrou que hoje a Volks pode produzir 840 mil unidades anuais e que em 2014 a produção deverá ser maior que 1 milhão de veículos.

Os aportes deverão se concentrar nas plantas da companhia em São Bernardo do Campo, Taubaté e São Carlos (unidade de motores), todas no estado de São Paulo. Schmall afirmou que do total anunciado, metade virá da matriz. O restante virá da própria geração de caixa da subsidiária brasileira. “Agora vamos começar a preparar a casa para o aumento de capacidade”, disse.

O presidente da Volks destacou, ainda, que as três plantas brasileiras de automóveis listam entre as cinco mais produtivas do mundo. As outras duas estão na República Tcheca e Hungria, segundo o executivo. “Nosso investimento será para manter o Brasil entre os três maiores países de vendas da Volkswagen e manter nossa participação no mercado brasileiro em 25%”, afirmou Schmall, ontem.

Na mesma ocasião, a montadora anunciou patrocínio à seleção brasileira de futebol até 2014 e anunciou o Novo Cross Fox, o 15º lançamento da montadora em 2009.

Para 2010, o presidente da Volkswagen do Brasil adiantou que o País receberá 13 lançamentos. “Ainda temos espaço para definir outros”, adiantou o executivo. Atualmente, liderando o mercado de automóveis no País, o próximo objetivo será desbancar a Fiat da liderança no segmento dos comerciais leves. O executivo da Volks, mesmo não arriscando quando a ultrapassagem pode ocorrer, adiantou que um terço dos lançamentos programados para 2010 serão comerciais leves.

Na semana passada, a Ford também anunciou plano de investimentos no Brasil de R$ 4 bilhões para o período entre 2011 e 2015. Já o último plano de investimentos da italiana Fiat foi de R$ 5 bilhões, que foram anunciados no final de 2007 e que serão finalizados no próximo ano. E a General Motors (GM) anunciou em julho deste ano investimento de R$ 2 bilhões no país, o que incluiu a expansão da sua fábrica em Gravataí (RS) para produção de uma nova família de veículos.

Veja matéria original

COMMENTS