Ibama concede à Petrobras licença de instalação do projeto Uruguá-Tambaú

Projeto está localizado a cerca de 165 km da costa do Rio de Janeiro

Navios deixam cair mais de 600 contêineres no mar a cada ano
País já tem 1,64 milhão de veículos convertidos para gás natural veicular
Plataforma da Petrobras rompe e 25 mil litros de petróleo vazam no Oceano Atlântico

A Petrobras recebeu do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) uma licença de instalação do navio-plataforma FPSO Cidade de Santos. Ele irá produzir petróleo e gás dos campos de Uruguá e Tambaú, e do gasoduto que irá ligar a unidade de produção à Plataforma de Mexilhão (PMXL-1), na Bacia de Santos.

Localizado a cerca de 165 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, o projeto Uruguá-Tambaú faz parte do Polo Uruguá, antigo bloco BS-500. A capacidade total de produção do FPSO Cidade  de Santos, que está sendo convertido na China, é de 10 milhões de m³ por dia de gás e 35 mil barris por dia de óleo e condensado.

O gás natural será escoado por um gasoduto de 174 quilômetros de extensão até a plataforma de Mexilhão e, então, para a Unidade de Tratamento de Gás Monteiro Lobato (UTDCA), em Caraguatatuba (SP). Já o petróleo, será armazenado nos tanques da plataforma e transportado por navios-tanque, chamados de navios aliviadores.

O projeto de Uruguá-Tambaú tem como previsão de início de suas operações o primeiro trimestre de 2010. A partir de 2012, serão interligados ao FPSO Cidade de Santos os poços dos campos de Pirapitanga e Carapiá, também localizados no Pólo Uruguá.

Por: Bruno Martins – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS