Suape atrai investimento chinês

As negociações para a implantação da XCMG foram intermediadas pela empresa paraibana Êxito Importadora & Exportadora - importadora master para o grupo chinês no Brasil e que será sócia no projeto

Governo Federal prepara mais obras para a BR-116 na região de Novo Hamburgo (RS)
ANAC lança dicas de segurança de vôo para pilotos da Aviação Geral
Estaleiros planejam investir US$ 25mi em modernização

Maior fabricante de máquinas pesadas para construção civil da China e 15ª no ranking mundial, a companhia XCMG (Xuzhou Construction Machinery Group) vai instalar um centro de distribuição e uma montadora de equipamentos no Complexo de Suape. O grupo vai investir US$ 12 milhões (cerca de R$ 24 milhões pelo câmbio de ontem) no empreendimento, que terá foco na montagem de carregadeiras e escavadeiras para atender ao mercado brasileiro. No mês passado, o presidente da XCMG, Sha Xian Liang, esteve em Suape e decidiu a localização. O anúncio só foi confirmado ontem pela própria empresa.

As negociações para a implantação da XCMG foram intermediadas pela empresa paraibana Êxito Importadora & Exportadora – importadora master para o grupo chinês no Brasil e que será sócia no projeto. O diretor-superintendente da Êxito, Lacy Freitas, diz que o CD deve se concretizar primeiro. “Estamos solicitando uma área de dez hectares em Suape. O CD deve começar a funcionar ainda este ano, enquanto a montadora é um projeto para 2010”, acredita.

Lacy conta que a XCMG estava estudando instalar uma unidade no Peru, dentro da estratégia de marcar presença na América Latina. “Mas depois que o presidente do grupo visitou Suape e conheceu a infraestrutura do local e o potencial logístico do complexo decidiu ficar no Brasil”, observa. A montadora em Suape vai gerar 150 empregos diretos, enquanto o CD abrirá 25 postos de trabalho.

Da China, continuarão a ser importados o motor e a parte mecânica das máquinas, mas componentes como caçambas, pneus e conchas poderão ser fabricados em Suape. “O nosso principal objetivo com o empreendimento é atender melhor o cliente, com a vantagem da proximidade. Hoje, entre a encomenda e a chegada do equipamento vindo da China, a espera é de 75 dias”, explica Lacy. A montadora deverá fabricar 40 máquinas por mês. A unidade local também vai permitir o acesso a financiamento do BNDES com juros subsidiados, coisa que não era possível apenas com o projeto de importações.

A Êxito é parceira do grupo XCMG desde 2007. No ano passado, a empresa importou um volume de 120 máquinas e para 2009 a estimativa é dobrar esse número, mesmo diante do cenário de crise global.

COMMENTS