Pedágio em teste a partir de hoje

A fase de testes deve levar entre uma e duas semanas. A experiência seguirá até que agentes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) façam a vistoria no local

Pirelli se manifesta sobre férias coletivas
Gol registra pontualidade de 94% após adoção de medidas recomendadas pela Anac
Frete de superpetroleiros deve dobrar até o quarto trimestre

As cancelas baixas e os funcionários nas cabines são apenas testes, que começam hoje e devem continuar na próxima semana na praça de pedágio de Araquari, no Km 79 da BR-101, no Norte do Estado. A cobrança ainda não tem data exata para começar.

Apesar disso, os motoristas já terão de parar. Mas nada de pagar por enquanto. Quem passar por uma das 20 cabines de cobrança receberá panfletos com os serviços da Autopista na BR-101, e também os preços cobrados nesta rodovia federal.

– É treinamento para os funcionários, como abordagem e adaptação ao sistema – explicou Antônio César Ribas Saas, superintendente da Autopista Litoral Sul.

A fase de testes deve levar entre uma e duas semanas. A experiência seguirá até que agentes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) façam a vistoria no local.

Essa vistoria ainda não tem data marcada, mas pode ocorrer na semana que vem. Nas outras três praças da Litoral Sul que já estão cobrando, não houve problemas apontados pela agência.

Prefeitura de Palhoça oficializa ação na Justiça

Após a vistoria, técnicos da ANTT dão seu parecer. Só depois da aprovação da agência, e da publicação no Diário Oficial da União é que a cobrança começa. Na pior das hipóteses, isso seria na terceira semana de junho. Mas há chance de o motorista ter de abrir a mão ainda na primeira quinzena do mês.

A praça de Araquari fica perto do Rio Itapocu, no limite com Barra Velha. Será o terceiro dos quatro pontos da BR-101 a entrar em operação. O primeiro foi em Garuva, em fevereiro. O segundo foi em Porto Belo, no início deste mês. Depois de Araquari, ainda resta estrear a praça de Palhoça, na Grande Florianópolis.

Mas o início da cobrança nesta praça está a perigo. Foi formalizada, ontem, a ação civil pública, com pedido de liminar, da prefeitura de Palhoça contra a cobrança na cidade. A ação foi protocolada pelo prefeito Ronério Heiderscheidt, acompanhado do procurador do município, Pedro Jonas Martins, contra a Auto Pista Litoral Sul, a Agência Nacional de Transportes Terrestres e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes na Justiça Federal.

COMMENTS