Ônibus polui menos no Rio com diesel limpo

O diretor de Abastecimento e Refino da Petrobras, Paulo Roberto Costa, disse que a Refinaria Duque de Caxias (Reduc), Região Metropolitana do Rio, é a primeira do País a produzir o S-50

Acidente da Air France acontece em plena crise da indústria de aviões
Lucro da CCR cresce 42,9% no 4º trimestre
Empresas podem acessar programa de declaração de informações fiscais a partir de segunda

O diesel mais limpo usados em ônibus do Rio já reflete na redução da poluição e melhora da qualidade de vida. A troca do diesel S-500 pelo diesel S-50 – implementada no início do ano – reduziu em 15% o nível de emissão da fumaça preta pelos veículos coletivos.

O diretor de Abastecimento e Refino da Petrobras, Paulo Roberto Costa, disse que a Refinaria Duque de Caxias (Reduc), Região Metropolitana do Rio, é a primeira do País a produzir o S-50.

Segundo Costa, por meio de testes, foi verificada redução de 15% nos níveis de emissão de fumaça dos ônibus da capital fluminense, comparativamente a 2008, quando ainda era utilizado o diesel S-500, com maior teor de enxofre. A Petrobras também distribui o diesel com menos enxofre para ônibus da cidade de São Paulo.

O diesel S-50 tem 50 partes por milhão (ppm) de enxofre, o que corresponde a uma concentração de 0,005% desse componente no diesel. O diesel anterior tinha 500 ppm de enxofre, correspondendo a uma concentração de 0,05%.

Embora somente tenha iniciado a produção no Brasil agora no início do mês, desde janeiro deste ano a estatal já vem fornecendo o produto com menor teor de enxofre para a frota cativa de ônibus do município, só que, para isto, a empresa vinha importando o S-50. O produto nacional vem sendo comercializado pelo mesmo preço do importado.

Inicialmente, o diesel S-50, importado e fornecido pela Petrobras no Rio de Janeiro, era transportado pela rede de dutos até a Reduc, de onde era bombeado para as bases das companhias distribuidoras.

Já o produto nacional é processado em uma unidade de hidrotratamento da Reduc, que extrai o enxofre a partir de reações químicas envolvendo, principalmente, o hidrogênio. São disponibilizados mensalmente cerca de 14 mil metros cúbicos de diesel S-50 para o município do Rio de Janeiro.

Os testes que comprovaram os benefícios para a atmosfera foram realizados pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do RJ (Fetranspor) Foram monitorados 47 empresas do município, num total de 8.500 ônibus.

(Gazeta Mercantil/Caderno C – Pág. 2)(Agência Brasil)

COMMENTS