Terceirizada da Ambev vai ampliar centro de distribuição

A distribuidora de bebidas Lambert – terceirizada da Ambev para a região – confirmou ontem que investirá cerca de R$ 3 milhões na ampliação de seu centro de distribuição em Santa Cruz

Empregados da Randon dizem não para flexibilização
Lula vai à Bolívia inaugurar trechos do corredor rodoviário interoceânico
Preço do diesel tem redução, mas não afeta valor do frete

Ao formalizar o pedido de incentivo da Prefeitura por meio da execução dos serviços de terraplenagem e pavimentação, a distribuidora de bebidas Lambert – terceirizada da Ambev para a região – confirmou ontem que investirá cerca de R$ 3 milhões na ampliação de seu centro de distribuição em Santa Cruz. Esse é o segundo investimento na área de logística anunciado somente nesta semana. Um terceiro – da Germani Alimentos – depende apenas de um acerto entre a Prefeitura e a família proprietária de um terreno ao lado da empresa. O imóvel, que está sendo reavaliado, será doado pelo município como forma de incentivo.

Na manhã de ontem os diretores da distribuidora e representantes da Ambev detalharam o investimento à prefeita Kelly Moraes (PTB) e ao secretário de Desenvolvimento Econômico Jair Jasper. Segundo os empresários, a Lambert precisa ampliar sua estrutura em Santa Cruz porque, a partir do mês que vem, passará a fornecer as cervejas Brahma, Antarctica e Skol para mais de 30 municípios. Com isso, o faturamento da empresa crescerá em torno de 30% e pelo menos 40 novos empregos serão gerados. Com a expansão, a Lambert incluirá a marca Budweiser em seu portfólio.

Segundo a prefeita, a ampliação do centro de distribuição da Lambert – localizado às margens da BR–471 – poderá gerar até R$ 1 milhão por ano em retorno de ICMS para o município. “É claro que o ideal seria produzir e distribuir os produtos em Santa Cruz. Mas se não é possível, deixa que outros municípios produzam e nós distribuímos, o que do ponto de vista da geração de receita também é interessante”, disse Kelly. O secretário Jair Jasper disse que um dos objetivos do governo é tornar Santa Cruz um polo logístico do Estado. “Santa Cruz pode se tornar uma cidade logística de primeira mão”, garantiu.

Link para a matéria

COMMENTS