Cai movimento de veículos pesados nas rodovias pedagiadas do Brasil

Fluxo de veículos pesados caiu 0,8% no mês de outubro, enquanto movimento de leves aumentou 0,9% em relação a setembro. Dados são da ABCR

Wilson Sons recebe embarcação de apoio offshore no Guarujá (SP)
FPT mantém fornecimento de motores para transporte público na China
Manserv tem novo executivo Financeiro

O movimento de veículos pesados nas estradas pedagiadas brasileiras caiu 0,8% em outubro de acordo com estudo publicado pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR). No mesmo período, o fluxo de veículos leves cresceu 0,9% e, no índice geral, o movimento nas pedagiadas teve um aumento de 0,3% no mês de outubro, em comparação com setembro.

“A queda do movimento dos veículos pesados está, provavelmente, associada à crise internacional e pode representar uma tendência para os próximos meses”, disse a economista da Tendências Consultoria, Marcela Prada, instituição responsável pelo cálculo do índice para a ABCR. De acordo com ela, “os setores mais ligados ao crédito tendem a sentir mais fortemente os efeitos da crise internacional. As informações disponíveis sobre aumento da aversão ao risco, retração do crédito, queda das vendas de automóveis e das exportações com a redução da demanda externa são alguns dos fatores que podem estar por trás do recuo dos pesados”, afirmou.

Em relação a outubro de 2007, o índice total apresentou elevação de 3%. O fluxo de veículos leves cresceu 3,3% e o de pesados apresentou alta de 2,2%. Já no acumulado dos últimos 12 meses, o fluxo total de veículos por rodovias com pedágio teve expansão de 6,5%.

COMMENTS