BDP espera faturar R$ 24 milhões em 2008

De acordo com o gerente geral da companhia, José Roberto Croce, a expectativa é que em 2009 a empresa registre crescimento de 30%

Consumidor pagará a conta de rodízio
Uma política para tornar o transporte mais seguro
Propostas para o trânsito ignoram frota

A BDP, empresa de gerenciamento logístico dos setores químico e petroquímico, espera fechar o ano com um faturamento de R$ 24 milhões, o dobro do ano passado. Com esse novo foco, a companhia triplicou, em um ano, o quadro de funcionários. De acordo com o gerente geral da companhia, José Roberto Croce, a expectativa é que em 2009 a empresa registre crescimento de 30%. ‘O despacho aduaneiro deve ter um destaque no próximo ano, já que apresentando crescimento.’

A companhia também tem planos de crescimento em locais estratégicos, como a abertura de escritório no Rio de Janeiro, onde hoje atua com um agente, em razaão da movimentação petroquímica e também estuda a ampliação da estrutura em Pernambuco, devido aos investimentos em Suape.

A BDP conta com grandes contas como Exxon e Dow, o que abre novas oportunidades para a empresa. Em Minas Gerais, houve um crescimento no volume de negócios de soluções logísticas específicas para o segmento de químicos da ordem de 120%. ‘Lá, temos clientes de importação marítima da Ásia, Europa e Estados Unidos.’

Mas apesar do cenário positivo, a companhia também enfreta dificuldades. A logística para químicos apresenta problemas no País, como a falta de tanues para estocagem dos produtos. ‘Há necessidade de os estoques crescerem, já que, por causa do câmbio, as importações aumentaram.’ Além disso, questões burocráticas, como a exigência de certificados para importação e exportação também são obstáculos no desenvolvimento dos processos logísticos. (Sérgio Toledo – InvestNews)

Link para a matéria

COMMENTS