Marinha amplia frota naval com incorporação de nova embarcação

O Centro de Comunicação Social da Marinha informou hoje (12) que a corveta Barroso proporcionará também maior proteção aos campos de petróleo nacionais

Mercedes vai reduzir produção em Minas
BNDES recebe US$250 mi para projeto de ferrovia no país
‘Pesados’ proibidos de transitar no Centro (MT)

Rio de Janeiro – No próximo dia 19, a Marinha brasileira vai incorporar à Armada a corveta Barroso, depois de três anos de construção. A embarcação terá autonomia de 30 dias e raio de ação de oito mil quilômetros e constituirá o mais novo navio de escolta da esquadra. O objetivo é ampliar a capacidade de proteção ao tráfego marítimo nacional que responde por cerca de 95% do fluxo do comércio externo do país.

O Centro de Comunicação Social da Marinha informou hoje (12) que a corveta Barroso proporcionará também maior proteção aos campos de petróleo nacionais, além de “ampliar o poder de dissuasão do Brasil no mar”.

O projeto foi desenvolvido com a introdução de melhorias e  tecnologias de ponta. A corveta Barroso  apresenta um elevado índice de nacionalização dos sistemas de bordo. O índice médio de utilização de equipamentos fornecidos pela indústria brasileira atinge 57%.

A solenidade de incorporação da nova embarcação à Esquadra nacional contará com a presença, já confirmada pela Marinha, do ministro da Defesa, Nelson Jobim. (Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil)

Link para a matéria

COMMENTS