Detran intima 2.645 motoristas a entregarem a carteira de habilitação

O presidente do Detran, Sebastião Faria, explicou que o prazo da suspensão do direito de dirigir varia em cada caso

Aeroportos brasileiros operam no limite, diz estudo do Ipea
Aprosoja mostra benefícios da ferrovia para o Estado
Câmara aprova ampliação da Ferrovia Norte-Sul de SP até RS

O Detran intimou 2.645 condutores, que já estão com o direito de dirigir suspenso, a entregarem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ao departamento em 48 horas. Outros 5.781 usuários estão com o direito de dirigir suspenso a partir desta quinta-feira, mas terão mais uma chance de entrar com recurso na Junta Administrativa de Recursos de Infração (Jari) no prazo máximo de 30 dias. As duas listas foram publicadas no Diário Oficial desta quinta-feira.

Em ambos os casos, os motoristas ultrapassaram os 20 pontos na CNH ou cometeram infrações mandatórias, que são aquelas não chegam aos 20 pontos, mas que prevêem, por si só, a suspensão do direito de dirigir do infrator.

O presidente do Detran, Sebastião Faria, explicou que o prazo da suspensão do direito de dirigir varia em cada caso, e que o departamento oferece todas as oportunidades para os motoristas se defenderem.

A orientação do Detran aos usuários que não têm mais chances de recursos é que entreguem seus documentos e façam o curso de reciclagem que, na sede do Detran, é gratuito.

Com a publicação desta quinta-feira, são 8.349 CNHs suspensas desde o começo deste ano, esgotadas as possibilidades de recursos. No total, o Detran já abriu cerca de 29 mil processos que podem culminar com a suspensão do direito de dirigir. Até o final deste mês, o departamento deverá abrir outros 14 mil processos, elevando para 43 mil processos abertos.

Para recuperar o direito de dirigir, os condutores têm que fazer o curso de reciclagem, que é oferecido gratuitamente na sede do Detran, na Avenida Presidente Vargas, 817, no Centro do Rio. Mais informações pelos telefones 2332-0082 ou 2332-0309. Outra opção é assistir as aulas em um Centro de Formação de Condutores, que cobram, em média, R$ 150 pelo curso.

Os usuários devem cumprir a carga horária de 30 horas de aula teórica. Cada aula dura três horas, ministradas de segunda a sexta. Duas turmas com capacidade para 15 pessoas cada estão com inscrições abertas na sede do departamento. Uma terá aulas das 9h ao meio-dia, e outra à noite, das 18h às 21h. A previsão é que as aulas comecem no dia 28 de julho.

Para se inscrever, o usuário deve apresentar os originais da carteira de identidade, do CPF, de um comprovante de residência atual e, caso ainda não tenha devolvido ao Detran a CNH suspensa, deverá fazê-lo no ato da inscrição.

Durante as aulas, são abordados temas como Legislação de Trânsito, Relações Interpessoais, Direção Defensiva e Primeiros Socorros. Ao fim do curso, será aplicada uma prova com 30 questões objetivas. Só será aprovado quem comparecer a todas as aulas e acertar pelo menos 70% da prova (21 questões). O usuário poderá fazer o curso enquanto o direito de dirigir estiver suspenso, mas só reaverá a CNH ao término da suspensão.

COMMENTS