Fumaça de motores a diesel é cancerígena, alerta OMS

Fumaça de motores a diesel é cancerígena, alerta OMS

Dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde confirmam que a fumaça produzida na queima desse combustível causa câncer de pulmão

Iveco completa nove anos de produção em Sete Lagoas (MG)
Fiscalização do Ipem-SP flagra 53% de caminhões com problemas no cronotacógrafo
Começa fiscalização de carga e descarga em Salvador (BA)

A fumaça liberada por motores a diesel entrou na lista dos elementos considerados cancerígenos pelo Centro Internacional de Pesquisas sobre o Câncer (CIRC), uma agência da Organização Mundial de Saúde (OMS). Os especialistas consideram que já existem provas suficientes de que a exposição a esta fumaça está relacionada a um risco maior de câncer de pulmão.

“Os testes científicos são irrefutáveis, e as conclusões do grupo de trabalho foram unânimes: a fumaça liberada pelos motores a diesel causa câncer de pulmão”, declarou o médico Christopher Portier. “A exposição a essa mistura química deve ser reduzida no mundo inteiro.”

Os pesquisadores também constataram uma possibilidade de risco de câncer de bexiga, porém com base em elementos mais limitados.

“É sabido há tempos que o diesel é uma escolha sanitária ruim, e que esta política pública (destinada a promover o seu uso) é um erro”, afirmou o médico Patrice Halimi, secretário-geral da associação Saúde Meio Ambiente França, que reúne 2,5 mil médicos.

O diesel tem fama de ser melhor para o clima do que a gasolina, por gerar menos CO2 por quilômetro, mas as partículas liberadas na queima do combustível são prejudiciais. O combustível também emite dióxido de nitrogênio (NO2), responsável por doenças respiratórias e cardiovasculares.

COMMENTS