Mercedes-Benz e Bosch investem em moderno Centro de Testes em SP

Mercedes-Benz e Bosch investem em moderno Centro de Testes em SP

Além de testes para caminhões e ônibus, complexo também estará disponível para testes de automóveis, comerciais leves e máquinas agrícolas, inclusive para outros fabricantes de veículos e componentes do setor automotivo

Kia Bongo chega ao mercado brasileiro em versão 4×4
Mercedes-Benz e outras automotivas ajudam empresa paulista a fabricar respiradores mecânicos
Banco Mercedes-Benz tem condições especiais prorrogadas para caminhões até o final de setembro

A Mercedes-Benz e a Bosch aproveitaram a presença na Fenatran para anunciar a expansão do seu Centro de Testes Veiculares de Iracemápolis. Com investimentos totais de R$ 94 milhões, o complexo está em fase final de construção e vai incorporar engenharia com tecnologia de ponta e para confirmar o título de maior e mais avançado e tecnológico Campo de Provas do País e da América Latina.

Em sintonia com o mundo

O Prof. Dr. Uwe Baake, Chefe mundial de Engenharia da Mercedes-Benz Trucks, esteve no Brasil para formalizar a boa notícia. “O Centro de Testes de Iracemápolis tem uma estrutura similar às existentes em países como Alemanha, Estados Unidos, China e Japão. O complexo inclui pistas para avaliações de segurança veicular, eficiência energética e novas tecnologias de assistência ao condutor, e será oferecido também para outros fabricantes de veículos, sistemistas, autopeças e demais empresas e públicos do setor automotivo realizarem seus testes. Neste contexto, serão disponibilizados boxes de oficina de protótipos e escritórios individuais, a fim de assegurar privacidade e confidencialidade para todos os usuários e projetos”, detalha o Dr. Baake.

Prof. Dr. Uwe Baake, chefe Mundial de Engenharia da Mercedes-Benz Trucks

“Ao disponibilizar essa nova estrutura para outras empresas do setor automotivo, contribuímos para o desenvolvimento da indústria automotiva brasileira. Com o importante diferencial de que toda a estrutura estará concentrada em um único local, otimizando processos e assegurando ganhos de eficiência, agilidade e produtividade, com segurança e confiabilidade”, completa Andreas Hueller, Gestor da Construção e Operação CTVI – Bosch.

Atualmente, em um terreno de 1,3 milhão de metros quadrados, o Campo de Provas da Mercedes-Benz dispõe de 17 pistas, em uma extensão total de 12 quilômetros: são 14 pistas para verificação de durabilidade estrutural, uma de acústica, um circuito em asfalto para avaliação de conforto térmico e uma pista de terra.

Com a expansão, o CTVI agregará mais cinco complexos, ocupando 400 mil metros quadrados, elevando, assim, para 22 o número de pistas em Iracemápolis. Isso inclui um circuito oval com aproximadamente 2,6 km, três faixas de rolagem, uma faixa de acostamento e curvas compensadas para altas velocidades, um VDA (Vehicle Dynamic Area) com diâmetro de 220 m para avaliação dinâmica, pistas de baixo e médio atrito, circuito de Handling com 1,6 km e níveis de elevação variados para ensaios de dirigibilidade e sete pistas de conforto com diferentes perfis de eventos. ‘’Todas as pistas foram construídas com precisão milimétrica’’, diz Daniel Spinelli, Diretor Desenvolvimento Caminhões Mercedes-Benz. ‘’Quando se trata de validação, homologação e testes veiculares, a precisão é fundamental e indispensável’’, finaliza o executivo.

O espaço contará ainda com boxes de oficina e escritórios individualizados, além de estacionamento para protótipos confidenciais de veículos em desenvolvimento, que também estará à disposição do mercado para locação. “O CTVI nasce com um forte propósito de oferecer sua moderna e completa infraestrutura a todas as empresas do setor automotivo. A busca pelo Centro de Testes tem se intensificado e já mantemos conversas com diversos interessados”, reforça Andreas Hueller, gestor da Construção e Operação do CTVI.

Por Ricardo Panessa, especial para a Agência Transporta Brasil.

COMMENTS